Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

«Estão a canibalizar o golfe»: Rory McIlroy revoltado com fuga de estrelas para a Arábia Saudita

Norte-irlandês não aprova ida de Jon Rahm para a LIV Golf, onde vai ganhar entre 500 e 600 milhões de euros

• Foto: USA Today Sports
A decisão de Jon Rahm de deixar o PGA Tour e assinar pela LIV Golf, deixando-se seduzir pelos (muitos) milhões sauditas (vai receber entre 500 e 600 milhões de euros), aumenta ainda mais as preocupações de Rory McIlroy sobre o futuro da modalidade. O norte-irlandês, atual numero 2 do ranking mundial, fala na "canibalização" da modalidade.

"O meu medo é que se continuarmos neste caminho, vamos ter circuitos a competir uns com os outros e a dividir as atenções. Algumas pessoas gostam da LIV Golf, a maioria gosta do PGA Tour, mas se a LIV começar a levar jogadores todos os anos, as atenções vão ficar divididas e isso não é bom para ninguém", atirou o golfista, em declarações à Sky.

"Basicamente estamos a canibalizar o desporto, à semelhança do que aconteceu com o boxe, com todas as suas diferentes organizações. Para mim, ter os melhores golfistas debaixo do mesmo teto é a melhor forma de seguir em frente porque é o que o público quer. Se continuarmos assim os melhores jogadores vão encontrar-se apenas quatro vezes por ano, nos 'majors'. E isso não é o melhor para a modalidade", acrescentou McIlroy, que sempre resistiu aos milhões sauditas.
Por Isabel Dantas
3
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias