Marta Lampreia e Tiago Costa campeões nacionais de Mid-Amateur

Ambos somaram os seus terceiros títulos na competição destinada a jogadores com um mínimo de 25 anos

• Foto: Filipe Guerra/FPG

Marta Lampreia e Tiago Costa conquistaram pela terceira vez nas suas carreiras amadoras o Campeonato Nacional de Mid-Amateur BPI, que a Federação Portuguesa de Golfe (FPG) organizou no Quinta do Peru Golf & Country Club, em Sesimbra.

O torneio, destinado a jogadores com um mínimo de 25 anos, contou com seis jogadoras e 59 jogadores

Ambos venceram pela primeira vez este ano em torneios a contar para a 'Road to Troia', o ranking da FPG para este escalão etário.

Marta Lampreia, jogadora do Clube de Golfe do Levante, ascendeu ao 4.º lugar, enquanto Tiago Costa, do Clube de Campo da Aroeira, é o novo n.º1 dessa hierarquia. 

Marta Lampreia competiu apenas no seu segundo torneio de 2022 neste circuito. Tinha sido 3.ª classificada (+24) em Belas e agora totalizou 145 pancadas, 1 acima do Par, após voltas de 74 e 71. Já liderava após a primeira volta e consolidou a sua vantagem com a excelente segunda ronda (-1), um dos três únicos cartões abaixo do Par entre os 65 competidores, ao longo de dois dias!

A vice-campeã nacional de Mid Amateur nas três temporadas anteriores repetiu os sucessos de 2007 e 2011, ao bater por 6 pancadas Rita Félix (78+73), uma antiga campeã nacional amadora, representante do Estela Golf, médica de profissão, que pouco compete, tendo sido, aliás, o seu primeiro torneio do ano neste circuito.

As duas grandes dominadoras da época, Lara Vieira (83+74) e Sofia Câmara (76+81), ficaram a 12 pancadas da campeã, com um total de 157 (+13).

Lara Vieira, do Clube de Golf do Santo da Serra, também ela uma antiga campeã nacional amadora, tinha ganho este ano em Belas, enquanto Sofia Câmara, a jogar em casa, vencera esta temporada em Benamor e no Oporto Golf Club, sendo a n.º1 do ranking.

A competição masculina foi mais equilibrada, como salientou José Manuel Castro Martins, do Gabinete de Imprensa da FPG: "Em suma, muita competitividade, com os três primeiros classificados separados por somente 2 pancadas".

Com efeito, Tiago Costa revalidou o título que arrebatara pela primeira vez em 2019 com um agregado de 143 pancadas, 1 abaixo do Par, após voltas de 69 e 74. O jogador da Aroeira fez a melhor ronda do torneio, que deu-lhe a liderança desde o primeiro dia.

Para além das suas 69 pancadas (-3) da jornada inaugural e das 71 (-1) de Marta Lampreia no segundo dia, só houve mais uma volta abaixo do Par, as 71 (-1) de Domingos Roque Pinho na ronda final. Este último, atleta do Club de Golf do Estoril, terminou em 7.º (+7).

Tiago Costa superou pela margem mínima outro dos grandes favoritos, José Maria Cazal Ribeiro (72+72), um jogador do Lisbon Sports Club que tem atrás de si uma brilhante carreira, pois é um ex-campeão nacional amador e durante alguns anos foi profissional, chegando a ser o n.º3 na Ordem de Mérito da PGA de Portugal.

Francisco Ataíde, a jogar em casa, foi o 3.º classificado (72+73), a 2 pancadas do vencedor. Note-se que Francisco Ataíde foi durante alguns anos o caddie do profissional Pedro Figueiredo – a grande figura do golfe na Quinta do Peru –, mas teve de deixar esse cargo para continuar o seu percurso académico.

Tiago Costa chegou a dominar o 'field' com uma vantagem de 6 pancadas sobre a concorrência, mas teve um final de prova que foi uma autêntica carrada de nervos, com 4 pancadas perdidas nos últimos cinco buracos, vencendo por 1 único 'shot'!

"Somos amadores, não é? De repente falhamos e as coisas mudam completamente. Se aos profissionais acontece, a nós ainda mais", disse o agora triplo campeão nacional de Mid Amateur, em declarações ao jornalista Rodrigo Cordoeiro do site especializado 'Golftattoo'.

O grande dominador da temporada, Gonçalo Costa, não esteve presente no Campeonato Nacional de Mid Amateur BPI e com isso perdeu a sua liderança na 'Road to Troia'.

Aliás, o jogador do Lisbon Sports Club, que arrecadou os títulos em Benamor, Belas e Oporto, estando invencível em 2022 no Circuito de Mid Amateur da FPG, caiu do 1.º para o 3.º lugar nesse ranking.

Gonçalo Costa foi ultrapassado no ranking pelo novo líder, Tiago Costa, e ainda por João Fortes, do Oitavos Dunes, que foi 13.º (+13) na Quinta do Peru.

Por Hugo Ribeiro/FPG
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Golfe

Notícias