Melo Gouveia é o primeiro português convidado para o PGA Tour

Marcará presença na Florida na próxima semana

• Foto: DR Record

Ricardo Melo Gouveia deverá tornar-se na próxima semana no primeiro português a ser convidado para competir num torneio do PGA Tour, o mais importante circuito mundial de golfe.

O português de 24 anos, que esta sexta-feira falhou o cut num torneio tailandês a contar simultaneamente para os European e Asian Tours, recebeu um convite para a 38ª edição do Arnold Palmer Invitational presented by Mastercard, um dos mais prestigiados torneios de preparação para o Masters, o primeiro Major do ano.

"É sem dúvida um sonho, não só por ser o meu primeiro torneio no PGA Tour, como também pelo facto de ser em Orlando, onde passei três dos quatro anos que estive na faculdade (na University Central Florida). Vai ser a primeira vez que vou voltar depois de me ter licenciado e também e tenho lá o meu irmão Tomás a estudar. Vai ser bom estar com ele e com os meus antigos colegas de equipa (os "Knights")", disse Melo Gouveia ao Gabinete de Imprensa da FPG.

O Arnold Palmer Invitational presented by Mastercard disputa-se para a semana, de 17 a 20 de março, com o Pro-Am a 16, no famoso Bay Hill Club & Lodge, comprado pelo próprio Arnold Palmer em 1976, em Orlando, na Florida.

Na lista de campeões deste torneio que distribui prémios no valor de 5,7 milhões de euros, encontramos a maioria dos melhores de sempre, com grande destaque para os oito títulos de Tiger Woods, mas também o próprio Arnold Palmer, Lee Trevino, Tom Kite, Ben Crenshaw, Phil Mickelson, Ernie Els, Vijay Singh e, nos últimos dois anos, o bem menos conhecido Matt Every, que regressa para a semana para tentar o "tri".

Este ano, a lista volta a ser das mais ricas de sempre e estão confirmados sete jogadores do ranking mundial – Rory McIlroy, Jason Day, Bubba Watson, Adam Scott, Henrik Stenson e Justin Rose – para além de muitos campeões de Majors e antigos n.º1 do ranking.

Manuel Agrellos, o presidente da Federação Portuguesa de Golfe, considera que "o Ricardo Melo Gouveia também tem um enorme mérito neste convite, pois deve-se seguramente, em parte, a ter feito parte da seleção da Europa que venceu a Palmer Cup no seu último ano de amador, em 2014".

Esse fator deverá ter sido levado em conta. Veja-se como o primeiro "wild card" para a edição deste ano foi dada a outro jogador que disputou a Palmer Cup, o norte-americano Maverick McNealy. Aliás, no site oficial do torneio faz-se referência a "91 jogadores da Palmer Cup que competem no PGA Tour ou no European Tour".

"Foi graças à ajuda da Hambric Sports e do Simão da Cunha que consegui este convite, mas penso que o facto de ter jogado a Palmer Cup e também de ter ganho o Challenge Tour no ano passado ajudou a essa decisão por parte dos responsáveis do torneio", analisou o português residente em Londres.

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.