Open de Portugal: Filipe Lima em 6.º lugar após a 3.ª volta

Matt Wallace mantém a liderança da prova que termina este domingo

• Foto: Ramiro Jesus

Filipe Lima saiu e regressou este sábado ao top-10 e parte domingo para a última volta do 55.º Open de Portugal@Morgado Golf Resort no 6.º lugar, a 7 pancadas do líder, que continua a ser o inglês Matt Wallace.

Quando esta manhã se concluiu a segunda volta, três portugueses tinham passado o cut, com Pedro Figueiredo a juntar-se a Filipe Lima e Ricardo Santos, que tinham carimbado o passaporte na véspera. Pelo caminho ficou o n.º 1 português, Ricardo Melo Gouveia.

No entanto, devido às boas condições de jogo matinais em Portimão, propícias a birdies, Filipe Lima acabou por sair do top-10 e ficar no grupo dos 11º classificados.

O português residente em França foi então jogar a terceira volta e chegou a andar no top-5, terminando a penúltima jornada no grupo dos 6º classificados, com 209 pancadas, 10 abaixo do Par, após voltas de 67, 71 e 71.

Domingo, Filipe Lima poderá superar a melhor classificação de sempre de um profissional português neste torneio do European Tour, um recorde nacional que lhe pertence, quando foi 3.º em 2005.

Já Ricardo Santos, que vinha em crescendo, sentiu hoje dificuldades com o vento mais forte que se levantou à tarde. O campeão nacional foi o único dos três portugueses a jogar hoje acima do Par, caindo para o grupo dos 35º classificados, com 214 pancadas, 5 abaixo do Par, somando voltas de 71, 69 e 74.

Ricardo Santos também poderá melhorar o seu recorde pessoal na prova. Na outra única ocasião em que passou no cut no Open de Portugal, em 2009, foi 54º.

Pedro Figueiredo, por seu lado, tinha razões para estar eufórico de manhã, uma vez que efetuou o segundo melhor resultado dos 11 portugueses presentes, com um cartão de 68 pancadas, 5 abaixo do Par, só ultrapassado pelas 67 (-6) de Filipe Lima no primeiro dia.

No entanto, o esforço mental a que foi sujeito para passar o cut e a consequente descarga de adrenalina, poderão ter-lhe custado à tarde, pois queixou-se bastante de um jogo pouco apurado. Mesmo assim, ainda jogou abaixo do Par, em 71 pancadas (-1), fixando-se no grupo dos 47º classificados, com 215 (-4).

Foi a segunda vez que "Figgy" passou o cut no Open de Portugal. Em 2008 foi 71º, pelo que, também ele deseja melhorar o seu registo na prova.

O inglês Matt Wallace continua a liderar aos 54 buracos, com 202 pancadas, 17 abaixo do Par, após voltas de 63, 66 e 73. Hoje deu os seus primeiros sinais de fraqueza e poderá acusar a procura de um primeiro título no European Tour. A sua vantagem sobre o alemão Sebastian Heisele foi reduzida de 5 para 3.

A última volta inicia-se este domingo às 7h15. Pedro Figueiredo sai às 8h38, Ricardo Santos às 9h55 e Filipe Lima às 12h20.

O último grupo arranca às 13 horas, o diretor de torneios do European Tour, o espanhol Miguel Vidaor, prevê que o torneio termine perto das 17 horas, as previsões meteorológicas são boas e na cerimónia de entrega de prémios estão previstas as presenças do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e da presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes.

O Open de Portugal @ Morgado Golf Resort é organizado pelo Grupo Nau Hotels & Resorts, pela FPG e pela PGA de Portugal. Conta para o ranking mundial, a Corrida para o Dubai do European Tour e a Corrida para Omã do Challenge Tour, distribuindo meio milhão de euros em prémios monetários.

Por Hugo Ribeiro/FPG
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.