Pedro Lencart acaba em 39.º no Europeu Individual Amador

Jovem português de 17 anos mostra que está pronto a competir com os melhores

• Foto: João Coutinho

Um ano depois de ter conquistado o The Junior Open Championship, o mais credenciado torneio amador europeu para sub-16, Pedro Lencart disputou pela primeira vez o prestigiado Campeonato da Europa Individual Amador Masculino e mostrou que, aos 17 anos, está pronto a competir com os melhores.

Entre 144 jogadores da elite europeia, ex-campeão nacional amador não só passou o cut no final do terceiro dia – algo só conseguido por 64 jogadores – como ainda se deu ao luxo de concluir a prova no top-40, depois de ter integrado o top-20 no final da segunda das quatro jornadas da competição.

Pedro Lencart foi 39.º (empatado), com 283 pancadas, 5 abaixo do Par, após voltas de 71, 68, 73 e 71. No difícil campo do Walton Heath Golf Club, em Inglaterra, que já foi palco de uma Ryder Cup e que há 12 anos consecutivos acolhe as qualificações europeias do US Open, o jogador da seleção nacional carimbou três voltas abaixo do Par em quatro possíveis.

"Foi uma semana positiva para mim e senti-me bem em campo. Os dois primeiros dias foram muito importantes para mim, pois consegui colocar-me numa boa posição dentro do cut. É sempre importante passar o cut, no entanto, sinto que era capaz de fazer melhor", disse o jovem golfista ao Gabinete de Imprensa da FPG, depois de uma última volta em que fez 1 eagle, 2 birdies e 3 bogeys.

"O campo é considerado um dos melhores de Inglaterra, tem fairways apertados e roughs difíceis, tornando os tee shots numa parte fundamental para se poder fazer bom resultado", acrescentou.

Os outros dois portugueses que se deslocaram a Inglaterra, Vítor Lopes e João Girão, jogaram o Europeu pela terceira época consecutiva e ainda não foi desta que passaram o cut, mas Lopes teve uma terceira volta de grande nível, de 67 pancadas (-5). Os seus resultados foram os seguintes: Vítor Lopes, 217 pancadas (74+76+67), +1; João Girão, 223 pancadas (77+75+71), +7.

Nélson Ribeiro, o selecionador nacional que acompanhou os jogadores ao Europeu, fez uma breve análise à prestação nacional: "O Vítor Lopes, nos 54 buracos que jogou, fez 13 greens a 3 putts e 1 green a 4 putts. O João Girão, nos 54 buracos que jogou, apenas fez 19 fairways em regulação em 45 possíveis. O Pedro Lencart, apesar de ser o único a passar o cut, nos 72 buracos que jogou, fez 5 greens a 3 putts. Num campeonato com uma lista de inscritos como a do Europeu, não se permitem erros consecutivos quando se quer ter uma boa classificação. Os jogadores conseguiram identificar um padrão de erro no seu jogo, o que define um caminho para direcionarem o treino de forma assertiva."

A 30ª edição do "European Amateur Championship" foi ganha pelo inglês Alfie Plant (72+6667+68), que empatou com os italianos Lorenzo Scalise (64+75+65+69) e Luca Cianchetti (70+67+67+69), este último o campeão do ano passado, com 273 pancadas, 15 abaixo do Par. No playoff, Cianchetti foi eliminado no primeiro buraco e no segundo Plant, o 64º classificado no ranking mundial amador, fez 1 birdie para bater Scalise e sagrar-se campeão europeu amador.

Por Hugo Ribeiro/FPG
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0