Portugal Masters: Brandon Stone é o novo líder

Tomás Silva ascendeu ao 17.º lugar

• Foto: Lusa/EPA

O golfista sul-africano Brandon Stone assumiu este sábado a liderança do 13.º Portugal Masters, que termina este domingo no Dom Pedro Victoria Golf Course, em Vilamoura, no mesmo dia em que o português Tomás Silva ascendeu ao 'top-20'.

Brandon Stone, detentor de três títulos do European Tour, fechou a terceira volta ao traçado algarvio em 66 pancadas, cinco abaixo do par (71), tal como nas duas rondas anteriores. Com um agregado de 198 'shots', 15 abaixo do par, o sul-africano detém uma vantagem de duas pancadas sobre o compatriota Dean Burmester e o inglês Oliver Fisher, líder da véspera.

Entre os três portugueses que passaram o 'cut', os papéis inverteram-se, com a performance pouco assertiva de Tiago Cruz, o melhor representante nacional nas duas primeiras rondas, e a subida de rendimento de Tomás Silva, que ascendeu ao 17.º lugar do 'leaderboard', com 206 pancadas, sete abaixo do par. "Penso que deixei que as oportunidades aparecessem naturalmente. Acabei por fazer seis 'birdies', um 'bogey', cinco abaixo. Acho que é um grande dia", comentou o profissional do Club de Golf do Estoril, garantindo ter sido "a tranquilidade" a chave para as 66 pancadas deste sábado.

Tomás Silva mostra-se "confiante" no seu jogo e acredita estar "a apresentar o melhor golfe da vida", mas prefere não traçar objetivos para o Portugal Masters. "Não gosto de colocar a pressão de pensar numa posição em concreto. Acho que a forma como entrei hoje é a mais correta, de deixar as coisas acontecerem naturalmente, o jogo fluir e depois ao final do dia logo se vê. Manter-me fiel ao meu jogo e não procurarei as oportunidades em demasia", explicou.

Ao contrário de Tomás Silva, Tiago Cruz viveu um dia pouco feliz no percurso desenhado por Arnold Palmer, entregando um terceiro cartão com 73 pancadas, duas acima do par, na sequência de três 'bogeys' (nos buracos 7, 8 e 17), um duplo 'bogey' (16) e três 'birdies' (1, 3 e 6). "Estava a jogar bem, depois fiz um 'bogey' aceitável no 7. No 8 dei um mau 'shot' de ferro 7 ao 'green' e fiquei numa zona complicada. Tive várias oportunidades de 'birdie' e não consegui concretizar. Nos outros dias fiz muito bem o 'putt' e hoje a bola não entrou. Depois cometi mais dois erros que me saíram caro, nos buracos 16 e 17, onde fui parar à água", recordou. Apesar de reconhecer ter ficado "um bocado triste, porque foi um grande tombo [na classificação]", Tiago Cruz, de 37 anos, reconheceu que "quando se joga mal estas coisas acontecem", garantindo que vai "dar tudo para fazer uma boa volta" no domingo. "Vamos começar do zero, aproveitar o momento para tentar fazer muitos 'birdies' e sair daqui de cabeça erguida", defendeu.

Ricardo Melo Gouveia voltou a repetir as mesmas 70 pancadas da estreia, fruto de dois 'bogeys' (1 e 7), um duplo 'bogey' (14) e cinco 'birdies' (2, 4, 10, 12 e 17), para totalizar 208 'shots' e partilhar o 33.º lugar com Tiago Cruz. "Estou satisfeito. Joguei bastante bem 17 buracos, só tive um pequeno lapso no buraco 14. Senti que dei um bom 'drive', mas o vento levou a bola para dentro de água. Depois desse erro, cometi outro. Apesar disso, acho que joguei muito bem", avançou.

O objetivo de vencer o Portugal Masters é que, reconhece o profissional algarvio, está cada vez mais distante, tornando mais difícil a tarefa de assegurar o cartão do European Tour para a próxima época. "Ganhar já vai ser bastante difícil, mas amanhã [domingo] é fazer o melhor resultado possível e ver se consigo acabar nos cinco primeiros. Tenho de fazer uma volta bastante baixa para conseguir esse objetivo, mas vou dar o meu melhor como sempre", sublinhou Melo Gouveia.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.