Portugal Masters: Lima e Melo Gouveia seguem no top-20 após 3.ª volta

Dinamarquês Lucas Bjerregaard lidera a prova

• Foto: EPA
Os golfistas Filipe Lima e Ricardo Melo Gouveia seguem no top 20 após a terceira volta do Portugal Masters, que decorre em Vilamoura e é liderado pelo dinamarquês Lucas Bjerregaard, o único com um agregado abaixo das 200 pancadas.

Lucas Bjerregaard, que após a segunda volta seguia na segunda posição, subiu à liderança, mesmo tendo efetuado a pior das três voltas ao D. Pedro Vitória (Par 71), somando 68 pancadas, depois de ter marcado 66 e 65 nas anteriores.

Atrás do dinamarquês, que soma um agregado de 199 pancadas, segue o sul-africano George Coetze, que soma 200 shots, seguido de um trio formado pelo inglês Eddie Pepperell, pelo escocês Marc Warren e pelo italiano Nino Bertasio, todos com 201.

Os dois portugueses ainda em prova, Filipe Lima e Ricardo Melo Gouveia, marcaram hoje 68 e 69 pancadas, respetivamente, e seguem ambos no top 20, classificações que, a se manterem após a volta final, serão as melhores de sempre para ambos.

Filipe Lima, que segue empatado com outros quatro jogadores no 12.º lugar com um agregado de 210 (-10 Par), entregou este sábado um cartão com um eagle (duas pancadas abaixo), três birdies (uma abaixo) e dois bogeys (uma acima).

"Joguei muito bem do tee, fiquei um pouco zangado com o jogo no 12 e no 14, fiz par nos dois, podia ter feito birdies", disse Filipe Lima no final da volta, acrescentando: "Aquele eagle no 17 foi, sem dúvida, o mais positivo do dia."

O jogador luso, que tem como melhor prestação no Portugal Masters um 21.º lugar conseguido em 2007, admite que "amanhã [domingo] tudo pode acontecer" em termos de classificação, e prometeu: "Vou tentar começar forte."

Ricardo Melo Gouveia, que tem como melhor resultado no torneio o 22.º lugar alcançado no ano passado, ocupa o 20.º lugar, empatado com mais 11 jogadores, admitiu no final da volta a hipótese de um lugar no top-10.

"Tenho mais uma oportunidade de subir na tabela amanhã [domingo], se conseguir uma boa volta, se calhar um top 10, mas vamos deixar acontecer", afirmou o jogador, que segue com um agregado de 205 pancadas (oito abaixo).

Melo Gouveia, que marcou três birdies e um bogey, considerou que este sábado "o campo estava mais difícil", porque "o vento levantou e as bandeiras estavam complicadas", mas admitiu que os dois birdies, nos buracos seis e oito, lhe deram confiança.

"No buraco seis consegui um bom birdie e depois outro no oito, isso tranquilizou-me", disse, acrescentando: "joguei bastante sólido nos últimos nove, estou contente com duas abaixo do Par".

Filipe Lima e Ricardo Melo Gouveia, os dois lusos que competem no principal circuito europeu de golfe, são os únicos representantes portugueses no torneio, depois de 11 outros jogadores nacionais terem falhado, na sexta-feira, o cut.

O Portugal Masters, que no ano passado foi conquistado pelo irlandês Padraig Harrington, que segue empatado com Ricardo Melo Gouveia, é pontuável para o European Tour e distribui prémios de dois milhões de euros.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias