Portugal Masters: Oliver Fisher assume comando

Tiago Cruz entra no top 10 em Vilamoura

• Foto: Lusa/EPA

O golfista inglês Oliver Fisher assumiu esta setxa-feira o comando do 13.º Portugal Masters, no Dom Pedro Victoria Golf Course, em Vilamoura, onde Tiago Cruz ascendeu ao top-10 e Ricardo Melo Gouveia e Tomás Silva passaram o 'cut'.

Num dia em que 70 jogadores, dos 126 que iniciaram a prova, passaram o 'cut', fixado nas 141 pancadas, uma abaixo do par, Oliver Fisher sucedeu ao sul-africano Louis De Jager na liderança do torneio português do European Tour, dotado de 1,5 milhões de euros em prémios monetários.

O inglês, que há um ano se tornou o primeiro golfista a completar uma volta de 59 pancadas no European Tour, repetiu as 65 pancadas da estreia, para, com um agregado de 130 'shots', 12 abaixo do par, liderar com um de vantagem sobre o sul-africano Justin Walters e o sul-coreano Jeunghun Wang.

Tiago Cruz, o melhor dos 10 portugueses que iniciaram a prova, elevou o seu nível de jogo e fez uma segunda volta com 66 pancadas para totalizar 135 'shots', sete pancadas abaixo do par, e ascender ao nono lugar. O profissional do Club de Golf do Estoril fechou a segunda ronda a cinco 'shots' do líder, mas chegou a integrar o top 3, numa altura em que registava, no agregado, oito pancadas abaixo do par. Um 'bogey' no buraco 16 e outro no 17, a juntar ao que já havia registado no 3, provocou, contudo, a descida no 'leaderboard', apesar de ter acabado com um 'birdie' no 18. "O meu 'caddie', o Luís, vinha a dizer para pensar positivo e que íamos fazer um 'chip-in'. Dei um bom 'shot' e a bola entrou. Foi fantástico", reconheceu, no final.

Graças a um jogo afinado e sólido, traduzido em mais sete 'birdies', nos buracos 1, 2, 5, 7, 8, 12 e 15, Tiago Cruz não poderia ter ficado mais satisfeito com a sua performance. "Estou bastante feliz com o meu jogo. Dei bons 'shots', 'patei' muito bem e fiz muitos 'birdies'. Foi positivo ter começado bem, o que ajuda, e depois a bola foi caindo no buraco, fui fazendo 'birdies' e isso deu-me confiança", admitiu, lamentando o 'bogey' "merecido" no 16, por ter "falhado o 'shot' de saída e feito um mau 'chip'", e "o 'shot' arriscado para tentar o 'birdie' no 17". Embora "bastante orgulhoso", Cruz prefere "aproveitar o momento, jogar descontraído e sem expectativas", até para não "aumentar a pressão" para os derradeiros 36 buracos.

Já Ricardo Melo Gouveia, entregou um segundo cartão com 68 pancadas, graças a cinco 'birdies' (nos buracos 4, 8, 14, 15 e 17) e dois 'bogeys' (5 e 9), para totalizar 138 'shots', quatro abaixo do par, e subir ao 29.º posto. "Hoje, o resultado foi melhor, apesar de sentir que não joguei tão bem como ontem [quinta-feira], mas acabei por meter mais 'putts'. Hoje, também estava bastante mais difícil, por isso estou bastante satisfeito com o resultado", frisou. Além de reconhecer ter "expectativas de tentar melhorar e fazer menos erros" que nos primeiros dias, o profissional algarvio revela ter objetivos mais altos. "O objetivo é ganhar o torneio, é a única maneira de garantir o cartão [do European Tour], antes da Escola de Qualificação. Se não o conseguir, o 'top 5' [no Portugal Masters] já me permite passar à fase final da Escola. Mas, vou tentar não pensar nesses fatores que não estão no meu controlo", assumiu Melo Gouveia.

Tomás Silva, depois de uma estreia com 72 pancadas, fechou os 18 buracos do dia com 68 'shots', para agregar um total de 140, dois abaixo do par. "Estou contente, fiz 68 pancadas, menos três, e agora vamos ver o que acontece amanhã [sábado]. Não vale a pena criar muitas expectativas, é jogar 'shot' a 'shot' e logo se vê", defendeu o também profissional do Club de Golf do Estoril.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.