Stephen Ferreira segura Sunshine Tour

Português do Zimbábue passou o cut nos dois últimos torneios na África do Sul

Depois de quatro torneios consecutivos que não lhe correram de feição, Stephen Ferreira deu um passo muito importante neste mês de fevereiro e praticamente decisivo para manter o cartão do Sunshine Tour para a próxima temporada.

Quando faltam apenas dois torneios até ao The Tour Championship da primeira divisão do golfe sul-africano, o português do Zimbábue figura no 81.º lugar da Ordem de Mérito, ou seja, bem dentro do top-100.

Stephen Ferreira vinha a descer aos poucos no ranking, mas o 45.º lugar no RAM Cape Town Open na primeira semana de fevereiro e agora o 51.º posto no Dimension Data Pro-Am garantiram-lhe um final de época mais desafogado e a certeza de que irá fechar no top-100 pela terceira temporada consecutiva.

No RAM Cape Town Open, de 124 mil euros em prémios monetários, o português de 27 anos (a mesma idade de Pedro Figueiredo e Ricardo Melo Gouveia) totalizou 288 pancadas, a Par do Royal Cape Golf Club, após voltas de 69, 70, 72 e 77. Ao fim de três dias de prova ocupava o 14.º posto e foi pena a volta final de 5 acima do Par, devido a 1 quádruplo-bogey no buraco 11, onde até tinha feito 2 birdies nos dias anteriores.

No Dimension Data Pro-Am, um dos mais conceituados torneios do Sunshine Tour, de 314 mil euros, disputado em Fancourt, em George, Stephen Ferreira fez 71 pancadas, 1 abaixo do Par do Montagu Course, seguindo-se 69 (-3) no Outeniqua Course e 71 (-2) no The Links Course, para no último dia voltar a fraquejar com 74 (+2) no campo de Montagu. Terminou com um agregado de 285 (-4), mas, tal como na semana anterior, andou n o top-35 até iniciar a última volta.

António Rosado, infelizmente, continua a não conseguir financiamento para competir no Sunshine Tour este ano.

European Tour

Se Stephen Ferreira está a subir no ranking da primeira divisão europeia, Ricardo Melo Gouveia e Pedro Figueiredo têm vindo a perder posições e ao falharem o cut no ISPS Handa World Super 6 em Perth, na Austrália, cederam de novo algum terreno.

No Lake Karrinyup Country Club, onde se jogou uma prova do European Tour, do Asian Tour e do PGA Tour of Australasia, com 1 milhão de euros em prémios monetários, " Figgy" foi 86.º empatado com 145 (73+72), +1, e na Corrida para o Dubai desceu de 147.º para 157.º. Melo Gouveia foi 141.º empatado com 150 (75+75), +6 e na ordem de mérito europeia tombou de 135.º para 144.º.

PGA of Europe

Finalmente, no Fourball Championship Presented By Costa Daurada, da PGA of Europe, ou seja, num campeonato europeu de pares para profissionais de clube, com 30 mil euros em prémios monetários, Nelson Cavalheiro (diretor-técnico do Amendoeira Golf Resort) e Sérgio Ribeiro (responsável técnico do Club de Golf de Miramar) também não passaram o cut.

Os dois jogadores da seleção da PGA de Portugal somaram 152 pancadas, 9 acima do Par do Lumine Mediterránea Beach & Golf Community, em Espanha, apresentando voltas de 78 (+6) ao Hills Course e de 74 (+3) ao The Lakes Course.

Das 120 formações em competição, só 45 passaram o cut, fixado em 7 abaixo do Par!

O nível foi muito elevado, como pode ver-se pelo resultado dos vencedores de 190 (61+65+64) -7, mas, atenção, que apareceram muitos participantes que são bem mais do que simples treinadores ou profissionais de ensino.

Veja-se o caso dos campeões, os espanhóis Pep Angeles e Toni Ferrer, que são jogadores do European Tour e do Challenge Tour.

A concorrência era desproporcionada para os portugueses, pois Nelson Cavalheiro e Sérgio Ribeiro são verdadeiros treinadores de profissão.

Autor: Hugo Ribeiro / Tee Times Golf

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0