Tomás Melo Gouveia progride na Áustria

Foi 15.º em 2019, depois de ter sido 25.º em 2018

Tomás Melo Gouveia continua a progredir e em apenas um ano melhorou dez lugares no Haugschlag NÖ Open, o torneio austríaco de 30 mil euros em prémios monetários, que disputou pela segunda vez na sua carreira.

O português de 24 anos fora 25.º (empatado) em 2018, com 2 pancadas abaixo do Par (214), enquanto agora, um ano depois, terminou no grupo dos 15.º classificados, com 6 abaixo do Par (210).

Em golfe esta matemática nem sempre é possível, porque os elementos meteorológicos fazem com que por vezes seja impossível comparar o mesmo torneio em anos distintos, mas neste caso Tomás Melo Gouveia é capaz de fazer comparações.

"Pode dizer-se que este ano joguei melhor neste torneio. Fiz três voltas abaixo do Par, o que é sempre bom e estive muito consistente durante os três dias", disse à Tee Times Golf, em exclusivo para Record.

As suas duas últimas voltas em 2018 e 2019 foram exatamente iguais, com resultados de 71 e 70, pelo que a grande diferença foi o primeiro dia de prova: 73 no ano passado e 69 este ano.

"É verdade que o facto de já conhecer o campo ajuda muito, principalmente na forma como preparamos o torneio", admitiu Tomás Melo Gouveia.

No entanto, não foi só esse conhecimento superior do percurso do Golfresort Haugschlag que se fez sentir, mas sim a sua subida de nível, depois de dois torneios em que conseguiu classificações positivas sem ter-se sentido a jogar bem.

O regresso à Europa, depois do Pro Golf Tour (uma das terceiras divisões europeias) ter passado pelo Egito e por Marrocos, permitiu ao lisboeta residente no Algarve reencontrar parte do seu nível de jogo.

"Neste torneio, já estive um pouco mais perto do que quero para o meu jogo, embora ainda tenha algum trabalho pela frente para melhorar e corrigir algumas coisas que são precisas para brevemente conseguir fazer três voltas muito boas e lutar por uma vitória", explicou.

O primeiro dia neste Haugschlag NÖ Open deu a entender que Tomás Melo Gouveia poderia arrancar na Áustria um terceiro top-10 da época no Pro Golf Tour, mas, mesmo assim, não deixa de ser positivo ter alcançado o seu quinto top-20 do ano em 11 torneios disputados.

O jogador da Kankura Golf sente, porém, que poderia ter sido melhor: «Foi só pena a forma como "patei" no último dia. Poderia, muito facilmente, ter feito 5 ou 6 abaixo mas, infelizmente, o putter não deixou», comentou, depois de ganhar um prémio de 484 euros.

Para atingir o seu objetivo principal de terminar a época no top-5 da Ordem de Mérito – e assim ascender ao Challenger Tour – Tomás Melo Gouveia sabe que top-15 e top-20 não chegam. É preciso somar muitos top-5 e até mesmo top-3.

Mas encarando a carreira a longo prazo, também sabe que o mais importante é sentir que há progresso e a verdade é que está de novo a subir no ranking e com este resultado na Áustria melhorou duas posições na Ordem de Mérito para 33.º.

Tiago Rodrigues é que ainda não aparece no ranking. Após a primeira volta o profissional do Oporto Golf Club era 29.º entre 155 jogadores e deu ideia de que poderia seguir em frente para a última volta pela primeira vez este ano, mas acabou por falhar de novo o cut (por apenas 2 pancadas) com um total de 145 (71+74), +1.

O Haugschlag NÖ Open foi ganho pelo checo Jan Cafourek, que bateu no play-off o francês jean Bekirian, depois de terem empatado com 204 pancadas, 12 abaixo do Par.

Foi o primeiro título no Pro Golf Tour do checo que reside a menos de uma hora de viagem do campo e que tinha assinado cartões de 69, 66 e 69. O play-off foi jogado no buraco 18, um Par-3 com o green numa ilha e enquanto Cafourek meteu a bola junto da bandeira, o seu adversário francês, um jovem de apenas 16 anos, enviou a bola para a água. Estava o título resolvido.

Cafourek ganhou cinco mil euros, Bekiran (69+68+67) teve de contentar-se com três mil e o checo ascendeu ao 8.º lugar na Ordem de Mérito.

O Pro Golf Tour prossegue no próximo dia 10 de maio com o EXTEC Trophy, no Ypsilon Golf Resort Liberec, na República Checa, com 30 mil euros em prémios monetários.

Autor: Hugo Ribeiro

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Golfe

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.