Record

Filipe Lima ganha Pro-Am

Tornou-se no primeiro português a vencer por duas vezes esta competição

• Foto: Ramiro de Jesus
Filipe Lima é o rei dos Pro-Am e tornou-se no primeiro português a vencer por duas vezes esta competição na história do Open de Portugal, e logo duas seguidas.

Em 2010, da última vez que se tinha disputado o torneio da Federação Portuguesa de Golfe, o vencedor do Pro-Am na Penha Longa foi… Filipe Lima, com 21 pancadas abaixo do Par.

Hoje (quarta-feira), no 55º Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, em Portimão, o campeão do Pro-Am chama-se Filipe Lima, com 35 pancadas abaixo do Par.

O n.º2 português também venceu um Pro-Am do European Tour há sete anos em Sevilha, jogando ao lado do antigo guarda-redes de futebol, Ricardo Pereira, e em 2011 triunfou num dos dois Pro-Am da Grande Final do Challenge Tour, em Itália.

«Tivemos um grande profissional ao lado e é a ele que devemos esta vitória. Está a jogar muito bem», disse Carlos Tinoco, no discurso oficial da equipa campeã, na cerimónia de entrega de prémios.

Filipe Lima, um português residente em França, emparceirou com os amadores Carlos Tinoco, Francisco Brito e Paulo Nuno Martins e foi preciso recorrer ao sistema de desempate dos melhores últimos nove buracos para superarem a formação do espanhol Álvaro Quirós, o campeão do Portugal Masters de 2008, associado aos amadores Ricardo Pereira, Pedro Silvestre e Luís Filipe Luís, que também fizeram -35.

O Pro-Am foi muito mediatizado graças à presença dos embaixadores da prova, convidados pelo presidente-executivo do Grupo Nau Hotels & Resorts, Mário Azevedo Ferreira: Luís Figo, Ricardo Pereira e Humberto Coelho.

Equipas de reportagem da RTP, SIC, SportTV e também do programa "Fama Show", acompanharam de perto as exibições dos craques do futebol de outros tempos, mais ou menos recentes, e no final houve entrevistas para todos os gostos.

Humberto Coelho, por exemplo, recusou falar de futebol, mas sempre contou que o golfe permite-lhe «manter aquele espírito competitivo», que nunca abandona um atleta de alta competição, sobretudo por ser um desporto «tão difícil e desafiador».

Ricardo Pereira contou que o golfe tem-lhe permitido «conhecer muitas pessoas diferentes, novos amigos», mas nem por isso deixa de querer «jogar para ganhar» e considera os Pro-Am como momentos preciosos: «Só de ver jogar o profissional que estava connosco, apreendi imenso».

Luís Figo enfrentou sem rodeios uma série de perguntas difíceis sobre uma suposta crise no Sporting, mas, sem querer entrar em polémica, lá deu a sua opinião: «Só posso falar de fora, mas posso dar a minha opinião pessoal sobre o Jesus – acho que é um belíssimo treinador, e não é por ele ganhar ou deixar de ganhar um ano ou outro que não tem qualidade».

O ex-melhor jogador de futebol do Mundo sentiu-se, porém, muito mais à vontade para falar de golfe: «Jogo sempre a sério e dedico-me muito a isto, mas a qualidade não me permite chegar a outros patamares, pratico por hobby e as minhas expectativas são baixas».

Terminado o Pro-Am, o torneio do European Tour, de meio milhão de euros em prémios monetários, arranca amanhã (quinta-feira) com 11 portugueses presentes, e os dois melhores classificados no ranking mundial acreditam que poderá haver um primeiro campeão português no Open de Portugal@Morgado Golf Resort.

"Acho que eu e os restantes jogadores portugueses estamos numa média boa, ou seja, temos condições de lutar pela vitória, embora o golfe, ao contrário de modalidades como o ténis e o futebol, permita que qualquer um possa vencer um torneio», disse Filipe Lima, o bicampeão do Pro-Am, que ainda detém o recorde do melhor resultado de um profissional luso na prova, quando foi 3º classificado em 2005.

«Sem dúvida que pode haver um vencedor português. Temos qualidade para isso. O Ricardo Santos e o Filipe Lima já mostraram isso. Estamos a jogar em casa e muitos de nós já jogámos bastantes torneios neste campo, temos essa vantagem, e sem dúvida vamos ter boas hipóteses de ter um vencedor português», corroborou Ricardo Melo Gouveia.

O Open de Portugal@Morgado Golf Resort começa às 7h30 de amanhã e termina no Domingo. 

Às 19h00, o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, visita os atletas olímpicos portugueses, Ricardo Melo Gouveia e Filipe Lima, e entregar-lhes-á os diplomas de participação no Rio2016.

O Open de Portugal @ Morgado Golf Resort é organizado pelo Grupo Nau Hotels & Resorts, pela FPG e pela PGA de Portugal. Conta para o ranking mundial, a Corrida para o Dubai do European Tour e a Corrida para Omã do Challenge Tour, distribuindo meio milhão de euros em prémios monetários.
Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Portugal Open

Notícias

Notícias Mais Vistas

M