Benfiquista Ordoñez e o que falta jogar: «Estávamos em 1º lugar mas isso não importa»

Explicou como é viver em Portugal onde as pessoas respeitam a quarentena

• Foto: Fernando Ferreira

Lucas Ordoñez vive em Portugal com a família na qual se inclui a mulher Letícia Corrales, também ela jogadora do Benfica. O hoquista argentino abordou a forma como está viver o momento de combate à pandemia do novo coronavírus, deixadas para trás as competições nacionais.

"Até à paragem estávamos em primeiro no campeonato a faltar sete jornadas para o fim, mas agora deixo de lado o aspeto desportivo, isso não importa muito agora. Temos de dar primazia à saúde", vincou o jogador em declarações ao 'Diário de Cuyo' onde enalteceu a forma como os portugueses estão a encarar a quarentena obrigatória.

"As pessoas estão a encarar isto de uma forma muito séria, respeitam muito. Temos todos a ganhar, esta é a final mais dura que se pode jogar mas temos de dar o nosso contributo e o que podemos fazer é ficar em casa. Nós estamos bem e sem sintomas, que é o mais importante. Estamos há 14 dias em casa e há uma semana que não vou à rua, só fui para fazer compras. Respeito a quarentena sobretudo pela minhas filhas. Temos feito jogos e coisas que possam englobar os três e que não nos aborreça. São crianças mas seguramente quando forem crianças vão perceber", vincou Ordoñez, de 31 anos.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.