Benfiquista Ordoñez e o que falta jogar: «Estávamos em 1º lugar mas isso não importa»

Explicou como é viver em Portugal onde as pessoas respeitam a quarentena

• Foto: Fernando Ferreira

Lucas Ordoñez vive em Portugal com a família na qual se inclui a mulher Letícia Corrales, também ela jogadora do Benfica. O hoquista argentino abordou a forma como está viver o momento de combate à pandemia do novo coronavírus, deixadas para trás as competições nacionais.

"Até à paragem estávamos em primeiro no campeonato a faltar sete jornadas para o fim, mas agora deixo de lado o aspeto desportivo, isso não importa muito agora. Temos de dar primazia à saúde", vincou o jogador em declarações ao 'Diário de Cuyo' onde enalteceu a forma como os portugueses estão a encarar a quarentena obrigatória.

"As pessoas estão a encarar isto de uma forma muito séria, respeitam muito. Temos todos a ganhar, esta é a final mais dura que se pode jogar mas temos de dar o nosso contributo e o que podemos fazer é ficar em casa. Nós estamos bem e sem sintomas, que é o mais importante. Estamos há 14 dias em casa e há uma semana que não vou à rua, só fui para fazer compras. Respeito a quarentena sobretudo pela minhas filhas. Temos feito jogos e coisas que possam englobar os três e que não nos aborreça. São crianças mas seguramente quando forem crianças vão perceber", vincou Ordoñez, de 31 anos.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Hóquei em Patins

Europeu adiado

Campeonato que iria decorrer no mês de julho, em França, vai agora ser disputado em 2021

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.