Clássico anima Elite Cup

Meias-finais da prova colocam frente a frente FC Porto-Benfica e Sporting-Juv. Viana

• Foto: Filipe Farinha

Vai haver clássico hoje (15h00) em Portimão, depois de FC Porto e Benfica terem carimbado ontem a passagem às meias-finais da 4ª edição da Elite Cup, derrotando, respetivamente o HC Braga e o Paço de Arcos, ambas as vitórias por 4-2.

 E não haverá um outro clássico entre os principais candidatos à conquista das provas nacionais no Algarve porque a Juventude de Viana surpreendeu a Oliveirense (3-2), defrontando o Sporting, que eliminou, por sua vez, o OC Barcelos (7-2).

O destaque do primeiro dia vai então para o triunfo da Juv. de Viana sobre a Oliveirense, vice-campeã nacional e detentora da Taça de Portugal.

Nunca um cabeça de série tinha caído nos quartos-de-final, mas os vianenses chegaram a uma vantagem de três golos que não deixariam escapar. Depois dos golos de Luís Viana e Nelson Pereira na 1ª parte, Remi Herman dilatou a abrir a 2ª e obrigou a equipa de Renato Garrido a correr atrás do resultado. 
A Oliveirense correu e tentou marcar de todas as formas, mas, com uma exibição estoica de Jorge Correia, a Juv. Viana carimbou o passaporte para as ‘meias’, apesar dos dois golos de Marc Torra proporcionarem jogo emotivo e de desfecho incerto.

Antes dessa primeira grande surpresa em quatro anos de Elite Cup, o Porto vingou-se da derrota na final do Torneio da Maia, há uma semana, e venceu o HC Braga por 4-2, numa partida marcada por inúmeras bolas paradas… e muito pouco aproveitamento. O jogo que abriu esta edição da prova referência da pré-temporada teve nada menos que nove livres diretos e duas grandes penalidades, mas só três situações deram golo.
Prato forte...

Mais tarde, naquele que era apontado como o prato forte do dia, o Sporting iniciou a defesa do troféu com triunfo categórico sobre o OC Barcelos por 7-2. Mas, ao contrário do que o resultado possa dizer, a tarefa dos leões não foi facilitada, com a renovada formação barcelense a mostrar argumentos para um campeonato interessante. 

A equipa orientada por Paulo Pereira, com um cinco inicial com três reforços – Luís Querido, Miguel Rocha e Ezequiel Mena – entrou com intensidade, mas pecou na concretização. Mas com um Sporting eficaz, os minhotos não conseguiram esconder algum cansaço, não sendo alheio a participação num torneio em Itália – com três jogos (e três vitórias) – esta semana.

A fechar o dia e os quartos-de-final, o Benfica venceu o Paço de Arcos no jogo mais tático do dia. Os encarnados venceram por 4-2, mas sentiram muitas dificuldades para ultrapassar a estratégia defensiva de Luís Duarte. Ao intervalo registava-se uma igualdade, e só nos derradeiros sete minutos de jogo é que o Benfica “descolou” no marcador, merecendo destaque o golo do jovem Gonçalo Pinto que, inclusivamente, foi lançado a titular por Alejandro Dominguez.

Para além das meias-finais, disputam-se hoje também as partidas entre os vencidos dos embates de ontem, na luta pelo 5º lugar e, como é apanágio deste torneio, na preparação da temporada e divulgação da modalidade. 

Atribuição do MVP é a novidade

Nesta edição, a Elite Cup tem como novidade a atribuição do prémio de jogador mais valioso – MVP – de cada partida. Sergi Miras, reforço do FC Porto para esta temporada, mas já vencedor de uma Elite Cup (em 2016, pelo Sporting), arrecadou o prémio no jogo dos dragões. Jorge Correia, guarda-redes da Juventude de Viana, teve honras de MVP como barreira quase intransponível no embate com a Oliveirense. Raul Marín, com três golos, foi o melhor no jogo do Sporting frente ao OC Barcelos, e Carlos Nicolía, autor dos derradeiros dois golos que desequilibraram o marcador frente ao Paço de Arcos, foi o melhor da equipa do Benfica.

Por Marina Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.