Elite Cup: OC Barcelos encanta em Tomar

Minhotos vulgarizam FC Porto na final e levam para casa a Elite Cup, o primeiro título nacional do clube em 17 anos

• Foto: Bruno Teixeira Pires

O OC Barcelos mostrou que é força de elite. Os minhotos venceram (6-3) o FC Porto na final da Elite Cup e conquistaram o primeiro troféu oficial a nível nacional 17 anos depois. A última conquista tinha sido a Supertaça em 2004. Agora, os adeptos do clube nortenho têm motivos para sonhar, depois da equipa ter mostrado em Tomar que é uma equipa a ter em conta na luta pelo título de campeão nacional.

A conquista torna-se ainda mais impressionante pelo facto do plantel do OC Barcelos ter sido afetado na pré-época por um surto de Covid-19, que retirou 15 dias de preparação à equipa de Rui Neto: "Foi um grande jogo. Foi uma vitória num jogo muito equilibrado. Os 6-3 não refletem aquilo que se passou, mas é uma vitória justa. Estou muito orgulhoso dos meus jogadores."

Conti foi enorme

Antes do apito inicial, o OC Barcelos já estava em vantagem, apoiados pelos 100 adeptos que viajaram do Minho para apoiar a equipa. Álvaro Morais fez o primeiro da partida, mas Reinaldo García empatou. Já perto do intervalo, uma ‘bomba’ de Joca Guimarães devolveu a vantagem aos barcelenses.

Na 2ª parte, o OC Barcelos valeu-se de uma das suas maiores qualidades: a eficácia nas bolas paradas. Rampulla, jogador emprestado pelo Benfica, fez o 3-1 e Darío Giménez deu contornos de goleada na marcação de um livre direto. Di Benedetto ainda deu esperança, mas Giménez e Álvaro Morais, ambos de livre direto, elevaram o resultado para 6-2, com Di Benedetto a fechar a contagem já nos últimos segundos.

Para esta vitória, o argentino e o guarda-redes do OC Barcelos Conti Acevedo teve um papel fulcral, com defesas de alto nível que lhe valeram a nomeação para o cinco ideal [ver peça ao lado].

"Não entrámos bem no jogo e eles acabaram por ser muito eficazes, ajudados por uma grande exibição do guarda-redes", analisou Ricardo Ares, técnico do FC Porto que falhou a conquista do primeiro título oficial pelos dragões. "Queríamos ganhar a Elite Cup. O nosso objetivo é ganhar tudo. Vamos trabalhar para alcançar grandes feitos", concluiu.

FC Porto e OC Barcelos voltam a encontra-se no sábado na primeira jornada do campeonato.

Dérbi a ferver e farpas a Nicolía

O dérbi entre Sporting e Benfica valia o 5º lugar, mas nem por isso deixou de ser ‘quentinho’. Bem pelo contrário. Os leões venceram por 5-3, num duelo marcado pelas expulsões no início da 2ª parte.

Ferran Font e Carlos Nicolía ficaram pegados e instalou-se a confusão. Os dois jogadores levaram cartão azul. Já os guarda-redes Ângelo Girão e Pedro Henriques não tiveram a mesma sorte e acabaram expulsos. No final do encontro, Girão foi à zona mista e deu um abraço a Pedro Henriques. Já sobre Nicolía, não foi brando nas palavras. "Não sei quanto tempo vão ser os jogos de castigo, mas a atitude de expulsar os dois guarda-redes foi exagerada visto que não foram eles os primeiros intervenientes do lance. Não quero entrar em pormenores, mas há imagens e dá para perceber onde começa a situação e onde é que ao longo destes anos começa sempre a situação". Questionado sobre se se referia a Nicolía, Girão respondeu: "Ao longo dos anos do Sporting-Benfica tem sido ele com vários jogadores da nossa equipa", atirou.

No que toca à partida, a equipa de Paulo Freitas já vencia por 3-0 ao intervalo, após uma entrada apática dos encarnados. Na 2ª parte, o Benfica entrou com outra atitude e ainda conseguiu chegar à diferença mínima (4-3), mas Romero fechou o depois o resultado.

Por Rafael Godinho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas