FC Porto apura-se para a final da Taça Continental

Dragões venceram o Lleida por 8-2

• Foto: Ricardo Nascimento

O FC Porto venceu o Lleida, por 8-2, nas meias-finais da Taça Continental de hóquei em patins e é o primeiro finalista da competição, numa vitória folgada e em que a superioridade portista foi evidente.

Carlo Di Benedetto, que marcou aos 03, 29 e 36 minutos, e Gonçalo Alves, com golos aos 08, 36 e 38, foram autênticos 'pesadelos' para o Lleida, que marcaou por Andreu Tomás, aos 14, e por Oriol Vives, aos 41. Sergi Miras, aos 10, e Reinaldo Garcia, aos 23, fizeram os restantes golos do FC Porto.

O FC Porto, finalista vencido da Liga Europeia na temporada passada, aguarda pelo adversário na final, no domingo, que será conhecido na segunda meia-final entre Sporting e Sarzana.

Os dragões entraram de rompante na partida, assumindo as rédeas desde o apito inicial, e chegaram rapidamente à vantagem, aos três minutos, por Carlo Di Benedetto, com Gonçalo Alves a ampliar o resultado, aos oito, através de um forte 'disparo'.

Na conversão de um livre direto, Sergi Miras colocou o resultado em 3-0 nos 10 primeiros minutos, mas Andreu Tomás, aos 14, reduziu para a formação espanhola, ao aproveitar a recarga, após falhar a baliza noutro livre direto.

Os detentores da Taça CERS começaram a arriscar mais e o FC Porto voltou a marcar, desta feita pelo capitão Reinaldo Garcia, que, já perto do descanso, atirou ao ângulo da baliza de Lluis Tomás.

Carlo Di Benedetto e Gonçalo Alves foram 'armas' letais apontadas à baliza do Lérida, ao fazerem três golos cada e em que os quatro golos apontados pelo FC Porto no segundo período foram divididos em dois tentos para cada jogador.

Já depois de Di Benedetto, aos 29, fazer o 5-1, Gonçalo Alves ampliou o resultado para 6-1 aos 36, com o francês, no mesmo minuto, a apontar o terceiro da sua conta pessoal, através de um lance livre.

Aos 38, Gonçalo Alves concluiu o 'hat-trick' diante de uma equipa completamente resignada à derrota, mas que ainda reduziu num lance de livre direto, cobrado por Oriol Vives, aos 41, numa altura em que a vitória 'azul e branca' era já incontestável.

Jogo no pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Lleida - FC Porto, 2-8.

Ao intervalo: 1-4.

Marcadores:

0-1, Carlo Di Benedetto, 03 minutos.

0-2, Gonçalo Alves, 08.

0-3, Sergi Miras, 10.

1-3, Andreu Tomás, 14.

1-4, Reinaldo Garcia, 23.

1-5, Carlo Di Benedetto, 29.

1-6, Gonçalo Alves, 36.

1-7, Carlo Di Benedetto, 36.

1-8, Gonçalo Alves, 38.

2-8, Oriol Vives, 41.

Sob a arbitragem dos italianos Franco Ferrari e Alessandro Eccelsi, as equipas alinharam:

- Lérida: Lluis Tomás, Joan Cañellas, Oriol Vives, Andreu Tomás e Marc Palazón. Jogaram ainda Dario Giuliani, Alejandro Joseph, Sergi Duch e Nathan Gefflot.

Treinador: Albert Folguera.

- FC Porto: Xavier Malian, Rafa, Carlo Di Benedetto, Reinaldo Garcia e Gonçalo Alves. Jogaram ainda Zé Miguel, Giulio Cocco, Andrés Zapata, Sergi Miras e Tiago Rodrigues.

Treinador: Guillem Cabestany.

Ação disciplinar: Cartão azul para Marc Palazón (19) e Joan Cañellas (36).

Assistência: cerca de 200 espectadores.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.