Oliveirense derrotada pelo campeão europeu Reus

Espanhóis vencem por 6-3 na Liga Europeia

O Reus venceu hoje a Oliveirense por 6-3, em jogo da terceira jornada da Liga europeia de hóquei em patins, o que deixa os espanhóis na liderança isolada do Grupo A, ainda com um jogo a menos.

Foi a equipa da casa quem se adiantou no marcador, por João Souto, logo aos dois minutos, mas pouco depois Marc Torra restabeleceu a igualdade (04), com Alex Rodriguez colocar os espanhóis em vantagem, um minuto antes do intervalo (24).

Na segunda parte, Marc Torra 'bisou' aos 30 minutos, Barreiros reduziu aos 33 minutos, mas o 'bis' de Raul Marín (45 e 47) complicou a tarefa oliveirense, que ainda reduziu por Pablo Cancela aos 47, mas o ex-oliveirense Albert Casanova colocou um ponto final, ao concretizar um penálti (50).

A Oliveirense praticamente entrou a vencer no encontro, com o tento apontado logo aos dois minutos, depois de um remate forte de Bargalló defendido para a frente, Ricardo Barreiros, na recarga, fingiu o remate e serviu João Souto que emendou para o fundo da baliza.

A vantagem caseira pouco tempo durou porque, dois minutos depois, Marc Torra restabeleceu a igualdade no marcador, depois de uma boa jogada individual de Raul Marín, que encontrou o ex-Benfica dentro da área e este, com calma, deixou cair Puigbi para depois colocar a bola por cima do 'guardião'.

Aos oito minutos, a Oliveirense fica perto de tomar a liderança do encontro novamente, num contra-ataque rápido, em superioridade numérica, que não deu golo porque o remate do 'capitão' Ricardo Barreiros foi travado por uma excelente defesa de Ballart.

A igualdade no marcador era espelho do jogo disputado e equilibrado durante a primeira parte, com o melhor marcador da Liga espanhola e capitão, Raul Marín, a ir ameaçando com o seu forte remate de meia distância.

O Reus acabaria por ir para o descanso em vantagem, graças ao golo de Alex Rodríguez, a um minuto do intervalo, que aproveitou uma má saída da defesa oliveirense para, com tempo e espaço, preparar uma 'bomba' que deixou Puigbi sem reação.

Aos cinco minutos da segunda parte o Reus aumentou a vantagem, com Marc Torra a 'bisar' no encontro, aproveitando mais um erro na saída da defesa oliveirense, sendo que o capitão Ricardo Barreiros reduziu três minutos depois.

A toada ofensiva na partida foi aumentando, com a Oliveirense a encostar o Reus à defesa, encontrando os caminhos para o golo travados por uma 'barreira' chamada Cândid Ballart, mas os espanhóis iam criando situações de contra-ataque a que Puigbi ia respondendo como podia.

Aos 45 minutos, nada havia a fazer perante o instinto matador de Raul Marín, que finalmente conseguiu bater Puigbi, surgindo nova hipótese da Oliveirense reduzir no minuto seguinte, mas Ballart defendeu o livre direto de João Souto, depois de um cartão azul mostrado a Joan Salvat.

A jogar em superioridade numérica, a equipa da casa não conseguia marcar e acabou por cometer a sua 10.º falta, resultando em livre direto para Raul Marín, que fintou Puigbi e fez o seu segundo golo na partida.

Pablo Cancela conseguiu reduzir para 5-3, a três minutos do fim, mas a trinta segundos da buzina final, o ex-oliveirense Albert Casanovas foi chamado a converter uma grande penalidade, que não desperdiçou.

Oliveirense-Reus, 3-5
Local: Pavilhão Dr. Salvador Machado, Oliveira de Azeméis
Árbitros: Alessandro Eccelsi e Filippo Fronte (Itália)

Oliveirense - Jevi Puigbi (Gr), Pedro Moreira, Jordi Bargalló, Ricardo Barreiros (2) e João Souto
Jogaram ainda: Nuno Araújo, Jepi Selva, Pablo Cancela (1) e Jordi Burgaya.


Reus - Càndid Ballart (Gr), Albert Casanovas (1), Mac Torra (2), Raúl Marin (2) e Alex Rodriguez (1)
Jogaram ainda: Joan Salvat, Romà Bancells, Pere Tella e Joan Escada.

Intervalo: 1-2



Por Diogo Jesus e Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.