Comité Olímpico irlandês com novo presidente após o escândalo dos bilhetes

Venda ilegal de bilhetes para o Rio 2016

O Comité Olímpico da Irlanda vai eleger um novo presidente, a 9 de fevereiro, para suceder a Patrick Hickey, acusado de integrar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos Rio'2016, anunciou nesta quinta-feira o organismo irlandês.

"Tal como Pat Hickey disse repetidamente no ano anterior aos Jogos Rio2016, ele terminaria o seu mandato após os Jogos, por isso não será candidato à presidência nas próximas eleições", informou a organização, em comunicado.

O ex-presidente foi detido a 17 de agosto, no Rio de Janeiro, acusado de integrar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para o Rio2016, que teria gerado uma receita de, pelo menos, 2,8 milhões de euros, de acordo com a polícia brasileira.

O irlandês, de 71 anos, negou qualquer envolvimento com o caso, que implica nove outras pessoas, incluindo o vice-presidente John Delaney e o tesoureiro Kevin Kilty.

Patrick Hickey foi membro do Comité Olímpico Internacional e chefe dos Comités Olímpicos Europeus e afirma ser "completamente inocente" das acusações feitas pela justiça brasileira.

Após dois meses em prisão domiciliária, um tribunal brasileiro decidiu restituir-lhe o passaporte, para que pudesse regressar à Irlanda, por questões de saúde, mas teve de pagar uma caução de 410 mil euros.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogos Olímpicos

Notícias

Notícias Mais Vistas