Responsável da candidatura de Budapeste admite que Jogos de 2024 são "sonho dissipado"

Grupo de ativistas quer um referendo à organização dos Jogos Olímpicos na capital da Hungria

• Foto: Reuters

O presidente do comité de candidatura de Budapeste à organização dos Jogos Olímpicos de 2024, Balázs Fürjes, admitiu esta quarta-feira que a possibilidade de o país se candidatar a acolher o evento é "um sonho que se está a dissipar".

O presidente da câmara de Budapeste, Istvan Tarlos, membro do partido conservador no poder, vai reunir-se hoje com o primeiro-ministro, Viktor Orfab, para discutir a candidatura da cidade.

Istvan Tarlos admitiu, a 17 de fevereiro, retirar a candidatura aos Jogos Olímpicos'2024, caso venha a existir um referendo em relação a essa matéria, o que tem vindo a ser proposto por um grupo de ativistas.

Os opositores à organização de Budapeste, que concorre para receber os Jogos juntamente com Los Angeles e Paris, já anunciaram terem mais de o dobro dos subscritores necessários para a realização de um referendo.

Balázs Fürjes afirmou, entretanto, que se aqueles que têm apoiado a candidatura deixarem de o fazer "não vale a pena continuar", enquanto o presidente do Comité Olímpico da Hungria, considerou que o possível fim da candidatura será "o dissipar de um sonho de 120 anos".

O 'momentum', um movimento não partidário, que se tem manifestado contra a candidatura, invoca, entre outros motivos, os elevados custos do projeto e os riscos de corrupção inerentes.

Além da capital húngara manifestaram intenção de concorrer à organização dos Jogos Olímpicos'2024, cujo vencedor será organizado em setembro, as cidades de Los Angeles e Paris.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Jogos Olímpicos

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.