Seis atletas perdem medalhas de Pequim'2008

COI anuncia decisão devido a controlos por doping

Olha Korobka foi prata nos 75 kg no halterofilismo
• Foto: epa

Seis medalhados de Pequim'2008 viram esta quarta-feira o Comité Olímpico Internacional (COI) retirar-lhes as medalhas, por fazerem parte de um lote de nove atletas que deram positivo na reanálise das amostras dos Jogos Olímpicos de há oito anos.

Três halterofilistas, a ucraniana Olha Korobka (prata nos 75 kg) e os bielorrussos Andrei Rybakou (prata nos -85 kg) e Nastassia Novikava (bronze nos -53 kg), os lutadores Soslan Tigiev, do Uzbequistão (prata nos 74 kg), e Taimuraz Tigiyev (prata nos 96 kg), do Cazaquistão, e a atleta russa Ekaterina Volkova (bronze nos 3000 metros obstáculos) vão perder as medalhas conquistadas em Pequim.

Além dos medalhados, a reanálise das amostras de sangue e urina recolhidas nos Jogos Olímpicos de 2008 detetou o uso de substâncias proibidas por parte de outros três desportistas: o halterofilista Sardar Hasanov, do Azerbaijão, o saltador cubano Wilfredo Martinez e a atleta espanhola Josephine Nnkiruka Onyia.

As novas análises às amostras recolhidas em Pequim'2008 permitiram detetar 60 casos de dopagem.

No total, entre Londres'2012 e Pequim'2008, o COI já reanalisou 1.243 amostras, com base em novos métodos de deteção, num processo que decorre desde o verão de 2015.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogos Olímpicos

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.