Christian de Oliveira é primeiro snowboarder luso em zona de qualificação para Pequim'2022

Atleta de 20 anos foi 27.º classificado em prova de snowboard paralelo gigante na Suíça

• Foto: Facebook

Christian de Oliveira conseguiu este sábado na Taça do Mundo de snowboard alpino, em Scuol, Suíça, uma classificação que, em período de qualificação olímpica, lhe daria os mínimos para Pequim'2022.

O snowboarder, de 20 anos, cortou a meta em 27.º lugar na prova de snowboard paralelo gigante, no top 30 necessário para ser o primeiro português representante da modalidade nos Jogos Olímpicos.

"Se este resultado tivesse acontecido dentro de seis meses, ele já teria os mínimos para os Jogos Olímpicos, porque o Christian já tem os pontos da Federação Internacional de Esqui necessários e falta um 'top 30'. Foi o melhor resultado dele e o melhor resultado de um português", disse hoje, em declarações à agência Lusa, o selecionador nacional de snowboard, Nuno Marques, conhecido no meio dos desportos de neve como 'Mancha'.

O selecionador nacional destaca o "empenho pessoal e financeiro" do atleta, numa disciplina que obriga a "muita dedicação, persistência e consistência".

Segundo Mancha, o investimento de Christian de Oliveira no snowboard tem-se refletido na progressão dos resultados, em evolução constante, e "a tendência é que este seja o primeiro 'top 30' de muitos.

"Ele está no caminho olímpico. Só não estará presente em Pequim'2022 se tiver uma lesão", salienta o selecionador.

Para Christian de Oliveira, luso-descendente nascido na Austrália, filho de pai português, de Covelo, São Pedro do Sul, no distrito de Viseu, o resultado hoje alcançado fá-lo perceber "a real possibilidade de qualificação" para os Jogos Olímpicos de Inverno a disputar na China.

"É uma motivação muito grande e uma amostra do que pode ser o meu futuro na modalidade", frisa o atleta, que atualmente passa parte do ano na Áustria, para se preparar no hemisfério norte, e em março ruma à Austrália, onde frequenta o ensino superior.

Mancha destaca a "margem de progressão enorme" de Christian de Oliveira, que compete com adversários "em média, dez anos mais velhos".

O snowboarder, que até 2016 competia pela Austrália, integrou a preparação olímpica lusa para PyeongChang 2018, foi o primeiro português a disputar um Mundial de snowboard e já tinha, em 2018, sido o primeiro atleta nacional da modalidade a participar no Campeonato do Mundo de juniores, na Nova Zelândia, no qual foi nono classificado no slalom gigante paralelo.

Christian de Oliveira volta a competir numa prova de Taça do Mundo dia 14, em Bad Gastein, Áustria.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogos Olímpicos de Inverno

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.