Record

PyeongChang2018: Hirscher falha encontro com a história e Gisin bate americanas

Dia de competição marcado por algumas surpresas

• Foto: Reuters
O esquiador austríaco Marcel Hirscher falhou esta quinta-feira o encontro com a história nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang2018, em contraponto com a suíça Michelle Gisin, que foi a protagonista do dia na Coreia do Sul.

Hirscher, favoritíssimo à vitória na prova de slalom, não evitou uma saída de pista, depois de já ter cometido outra falha menor, abrindo caminho à vitória do sueco Andre Myhrer, numa prova em que o português Arthur Hanse, natural de França, terminou no 38.º lugar.

O austríaco, vencedor das provas de slalom gigante e combinado, falhou a possibilidade de alcançar um triplo histórico e igualar o compatriota Toni Sailer e o francês Jean-Claude Killy, que continuam a ser os únicos atletas com três medalhas de ouro em esqui alpino numa mesma edição dos Jogos, em 1956 e 1968, respetivamente.

"Realmente, hoje esquiei muito mal. Estas coisas fazem parte do jogo. Em alguns dias conseguimos vencer, em outros, simplesmente, não estamos à altura", lamentou Hirscher, que abriu caminho a outro feito histórico: aos 35 anos e 42 dias, Myhrer tornou-se o mais velho campeão olímpico da disciplina.

Se o desempenho do austríaco se revelou uma deceção, Gisin foi a sensação. A suíça impôs-se na prova de combinado, batendo as 'estrelas' norte-americanas Mikaela Shiffrin e Lindsey Vonn, que pareciam destinadas a decidir entre si dos dois primeiros lugares do pódio.

Em contrapartida, foi a Suíça que quase cometeu essa proeza, com Wendy Holdener a conquistar a medalha de bronze, tendo Shiffrin minimizado os danos para os Estados Unidos, ao terminar na segunda posição, enquanto Vonn não conseguiu terminar a prova.

As atletas norte-americanas foram mais afortunadas no hóquei sobre o gelo, ao imporem-se na final ao Canadá - que tinha arrebatado os últimos quatro títulos olímpicos, com uma série de 24 vitórias consecutivas -, no desempate por grandes penalidades (3-2).

A austríaca Anna Gasser venceu a prova de snowboard 'big air', que fez a sua primeira aparição no torneio olímpico em PyeongChang, enquanto o norte-americano David Wise revalidou o título em esqui livre, na variante 'halfpipe', e a equipa de biatlo feminina da Bielorrússia foi a melhor na estafeta 4x6 km.

No esqui nórdico combinado por equipas, a seleção da Alemanha foi a mais forte e a patinagem de velocidade proporcionou a primeira medalha de ouro à Hungria nos Jogos Olímpicos de Inverno, por intermédio da equipa que venceu a estafeta de 5 km.

O dia ficou também marcado pela confirmação do controlo antidoping positivo do atleta russo Alexander Krushelnitsky, que perdeu a medalha de bronze conquistada na prova de curling ao lado de Anastasia Bryzgalova, a qual deverá ser atribuída à Noruega.

No quadro de medalhas, a Alemanha igualou as 13 de ouro conquistadas pela Noruega, mas os noruegueses continuam a liderar a tabela, por terem mais medalhas de prata (12, contra sete dos alemães).
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Jogos Olímpicos de Inverno

Notícias

Notícias Mais Vistas

M