Portugal ambiciona duas a quatro medalhas nos Mundiais de atletismo

Mundial vai ser realizado entre 14 e 23 de julho

Portugal vai estar representado por 18 atletas nos Mundiais de atletismo do Comité Paralímpico Internacional (IPC), que decorrem em Londres entre os próximos dias 14 e 23, com a ambição de conquistar entre duas a quatro medalhas.

"Acreditamos que será possível conseguir entre duas a quatro medalhas", admitiu à agência Lusa José Silva, coordenador do atletismo adaptado da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), alertando, no entanto, para "o cada vez mais elevado nível de exigência da competição".

José Silva, responsável técnico da comitiva portuguesa, descreve o grupo como "um misto entre atletas experientes - alguns com títulos europeus e mundiais e medalhas olímpicas - e de atletas jovens", considerando esse um facto bastante positivo para "o rejuvenescimento da modalidade".

No entanto, o técnico federativo lembra que a realidade da preparação portuguesa está cada vez mais distante da de outras potências, nas quais a profissionalização do desporto adaptado é uma realidade.

Luís Figueiredo, vice-presidente do Comité Paralímpico de Portugal (CPP) e da também da FPA, não estabelece um objetivo quantificável no que se refere a medalhas, garantindo que a primeira meta é "chegar às finais".

"Depois, nas finais tudo pode acontecer", afirma, acrescentando: "falar em medalhas coloca, em alguns casos, uma pressão desnecessária sobre os atletas".

Luís Figueiredo também lembra que "as grandes potências como a China, a Austrália, os Estados Unidos, e a Rússia, entre outras, apostam muito e bem nesta competição".

O responsável do CPP destaca o "excelente entendimento que tem havido" entre o organismo a federação da modalidade desde a integração do atletismo adaptado.

"Tem sido um entendimento excelente", disse, lamentando a falta de apoios, nomeadamente ao nível de locais de treino: "Lisboa não tem uma pista de atletismo".

Entre os 18 atletas convocados, figuram dois atletas com medalhas paralímpicas e que defendem os ouros conquistados há dois anos nos Mundiais de disputados no Qatar: Luís Gonçalves nos 400 metros T12 (deficiência visual) e Lenine Cunha no triplo salto F20 (deficiência intelectual).

Numa lista de convocados na qual todos os atletas, independentemente da idade, têm experiência em grandes competições internacionais, nomeadamente campeonatos europeus, surge também o nome de Carolina Duarte, campeã europeia dos 100 metros T13, em 2015.

A comitiva portuguesa junta nomes experientes com bastante experientes como Nuno Alves, Odete Fiuza ou Graça Fernandes, e outros que estão bem mais novos como Miguel Monteiro ou Ana Filipe.

A competição vai decorrer no estádio construído para acolher os Jogos Olímpicos Londres 2012, agora batizado estádio de Londres, que em agosto acolherá os Mundiais de atletismo.

Lista de atletas convocados

- Deficiência visual:

Atleta: Categoria: Provas em que compete:

Odete Fiuza T11 1.500 metros

Nuno Alves T11 1.500 e 5.000 metros

Luís Gonçalves T12 200 e 400 metros

Carolina Duarte T13 100 e 400 metros

Eduardo Sanca F12 Peso

- Deficiência intelectual:

Atleta: Categoria: Provas em que compete:

Ana Filipe T20 Comprimento

Carina Paim T20 400 metros

Carlos Lima T20 Comprimento

Cláudia Santos T20 Comprimento

Cristiano Pereira T20 800, 1.500 e 5.000 m.

Érica Gomes T20 Comprimento

Inês Fernandes F20 Peso

Lenine Cunha T20 Comprimento e triplo

- Deficiência motora:

Atleta: Categoria: Provas em que compete:

João Correia T51 (+) 100 metros

Hélder Mestre T51 (+) 100 e 400 metros

Mário Trindade T52 (+) 100 e 400 metros

Graça Fernandes T38 100, 200 e 400 metros

Miguel Monteiro F40 Peso



(+) Classes que competem em cadeira de rodas

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Paralímpicos

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0