Cátia Azevedo: «Muito orgulhosa do que fiz»

Ficou a 36 centésimos da meia-final

• Foto: Reuters

A atleta Cátia Azevedo mostrou-se este sábado orgulhosa do seu desempenho nos 400 metros nos Jogos Olímpicos do Rio'2016, desvalorizando o facto de não ter feito uma marca equivalente ao seu recorde nacional, por ter dado tudo o que tinha.

"Acho que foi uma boa competição e eu tenho de estar muito orgulhosa da minha prestação. Foi um ano muito interessante, nunca tinha treinado tão focada e potente para uma competição e o resultado está a vista de toda a gente", sublinhou, depois de completar as eliminatórias dos 400 metros na 31.ª posição, em 52,38 segundos.

Apesar de ter ficado aquém do seu recorde nacional (51,63 segundos), a mais jovem das atletas nacionais não ficou frustrada por ter ficado a 36 centésimos da meia-final.

"Não, porque eu saí da pista com a sensação de que dei tudo e quando nós damos tudo não podemos ficar desiludidos, porque não havia mais nada para dar. Claro que sei que tenho um recorde pessoal melhor e que com o meu recorde pessoal passaria, mas há dias e dias. Estou muito feliz por estar aqui e ter feito a competição que fiz", garantiu.

Cátia Azevedo rejeitou a ideia de que poderia ter sido apurada caso mantivesse a posição com que entrou nos últimos 30 metros.

"Como digo sempre a toda a gente que se desculpa com o 'eu ia à frente até aos 350': a prova são 400 metros. Se não, a prova era os 350. Eu aos 400 metros fui quarta", disse, taxativa, recusando ter estourado nos metros finais.

"Um estouro é quando uma pessoa não consegue progredir. Vi a minha corrida na televisão e eu continuei a progredir, mas as outras foram melhores. Eu continuei ao meu ritmo, mas as outras aumentaram de ritmo. Foi a diferença", analisou.

Cátia Azevedo, de 22 anos, sai do Rio de Janeiro "muito, muito" feliz e com a ideia de estar em Tóquio'2020.

"Estou superentusiasmada. Ainda faltam quatro anos. Agora é descansar, desfrutar da próxima semana aqui no Rio, apoiar os meus colegas, que têm sido fenomenais. Agora quero apoiar todas as modalidades que possa", concluiu a atleta do Sporting após a sua estreia olímpica.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.