Ministério acusa Danekova de "destruir a imagem da Bulgária"

Atleta acusou eritropoietina

• Foto: Getty Images

O Ministério dos Desportos da Bulgária lançou, esta sexta-feira, duras críticas à atleta Silvia Danekova, que acusou eritropoietina (EPO) num controlo antidoping a que se submeteu à chegada ao Rio de Janeiro, palco dos Jogos Olímpicos Rio'2016.

Em comunicado, o ministério acusou Danekova, que deveria competir na prova de 3.000 metros obstáculos, de "destruir a imagem da Bulgária e lançar uma mancha sobre o desporto búlgaro".

"A luta contra o doping está entre as principais prioridades do Ministério dos Desportos. Continuamos nessa batalha e não facilitaremos com ninguém que viole as regras do jogo limpo", refere ainda o mesmo comunicado.

As autoridades búlgaras reiteram que todos os atletas que disputam os Jogos Rio'2016 foram submetidos, até agora, a 62 análises à urina e cinco ao sangue.

Danekova, de 33 anos, submeteu-se ao controlo a 26 de junho, dias depois da chegada da comitiva búlgara ao Rio de Janeiro.

A búlgara é o segundo caso de um controlo positivo nos Jogos Rio'2016, depois da nadadora chinesa, Chen Xinyi, quarta nos 100 metros mariposa

A delegação da Bulgária já tinha sido privada de toda seleção de halterofilismo, por reiterados casos de doping entre os atletas daquela modalidade.

Gabriela Petrova, especialista do triplo salto, também esteve prestes a ser afastada da comitiva búlgara, por ter acusado meldonium, uma das substâncias associadas às suspeitas de doping generalizado na Rússia.

No entanto, alguns atletas que acusaram a substância foram autorizados a participar nos Jogos Rio'2016, uma vez que o Meldonium só passou a ser ilícito em janeiro.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.