Os maiores desafios para um 'velho' Bolt

Jamaicano faz 30 anos no último dia dos Jogos e quer ser destaque nos 100, 200 e 4x100 metros

• Foto: Reuters

Usain Bolt nasceu cinco dias antes de Rosa Mota conquistar o segundo título europeu da maratona em Estugarda, Alemanha. Fará 30 anos no último dia dos Jogos, mas quer deixar um legado tão importante que dificilmente haverá alguém que o possa igualar: ganhar pela terceira vez consecutiva os 100, 200 e a estafeta de 4x100 metros.

"Para bem do atletismo é importante que eu ganhe", disse o velocista jamaicano, que detém os recordes mundiais nas provas em que já conquistou seis medalhas de ouro. Bolt não tem medo do maior desafio que tem pela frente quando, hoje, competir nas primeiras eliminatórias dos 100 metros. Será uma corrida para descontrair, a pensar apenas no apuramento.

O duelo com o norte-americano Justin Gatlin ficará para mais tarde. As meias-finais e final dos 100 metros são amanhã e Bolt tem a noção que o perigo não vem apenas do representante dos Estados Unidos, que detém a melhor marca mundial da temporada. O seu companheiro de seleção, Yohan Blake, prata em Londres, é uma forte ameaça. "Estou mais forte, mais focado e já não sou jovem. Desta vez, não estarei nervoso", garantiu Blake, de 26 anos.

Bolt insiste que quer sair em alta e estes serão os seus últimos Jogos Olímpicos. "Quero ser no atletismo aquilo que Ali foi no boxe", comentou o pupilo de Glen Mills que afirma estar preparado para fazer uma despedida em grande estilo. E quando se fala da rapidez de Gatlin, aos 34 anos, Bolt tem a resposta na ponta da língua: "Para o Gatlin me ganhar nos 100 metros terá de baixar da barreira dos 9,70 segundos, um resultado que nunca o fez", disse o jamaicano.

Por Norberto Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.