Patrícia Mamona: «Treinei para dar a Portugal a melhor vitória possível»

Portuguesa só quer pensar na passagem à final

Patrícia Mamona, Portugal, Atletismo
Patrícia Mamona, Portugal, Atletismo • Foto: Pedro Simões

Patrícia Mamona rejeitou esta quinta-feira falar de medalhas na competição do triplo salto do Rio'2016, definindo como objetivo primordial a qualificação para a final da sua prova.

"Vim aqui com motivação e com grande aspiração para saltar muito. Temos de ir passo a passo. Daqui a dois dias tenho a qualificação e é bastante importante para mim passá-la, visto que há quatro anos não consegui fazer isso. E, depois daí, pensar noutras coisas. Mas neste momento estou mesmo focada na qualificação", apontou.

A campeã europeia do triplo salto entende que os portugueses estejam à espera de uma medalha, pois também ela coloca esperança naquilo que é capaz de fazer.

"Treinei para isto, treinei para estar no meu melhor e dar a Portugal a melhor vitória possível. Mas agora tenho de pensar na qualificação e, a partir daí, mais além", disse, escusando-se a falar em medalhas antes de qualificar-se para a final.

Bem presente na memória da atleta do Sporting está o título conquistado há um mês em Amesterdão. "Não é passado, esse título é meu, já ninguém mo tira. Claro que é uma motivação extra e estou muito orgulhosa do que fiz, mas agora tenho de pensar em focar-me na competição", voltou a frisar.

Numa conversa com jornalistas à porta da Aldeia Olímpica, Patrícia Mamona contou que os treinos têm corrido bem e que está em boa forma e mostrou-se esperançada que no sábado as condições atmosféricas estejam boas para saltar muito.

A saltadora assumiu que a chuva que tem caído no Rio de Janeiro a preocupa, mas recordou que essa será uma preocupação generalizada em todas as suas adversárias. "Pessoalmente, [a adaptação] foi bastante fácil. A comitiva portuguesa que chegou antes tinha preparado as condições todas para os atletas. Desde que cheguei não tive nada a reclamar até hoje", garantiu, confiando que o Estádio Olímpico estará totalmente preparado para acolher a competição do triplo salto.

Questionada sobre as diferenças que sente em relação a Londres'2012, quando foi 13.ª na estreia, Patrícia Mamona assumiu ser uma rapariga com "muito mais experiência", que não fica tão nervosa por estar competir com as melhores do mundo em competições de alto nível.

"Estou mais concentrada e motivada porque tenho sentido bastante apoio dos portugueses", acrescentou a atleta que tem como melhor marca pessoal 14,58 metros, recorde nacional.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.