Treinador do Quénia excluído por violar regras do doping

John Anzrah terá passado por atleta em controlo antidoping

Michael Rotich, Atletismo, Quénia, Jogos Olímpicos
Michael Rotich, Atletismo, Quénia, Jogos Olímpicos • Foto: EPA

Um treinador de atletismo do Quénia foi esta quinta-feira excluído dos Jogos Olímpicos e enviado para casa perante a acusação de ter violado as regras do doping, disse esta quinta-feira o Comité Olímpico Internacional.

O treinador John Anzrah foi acusado de ter ido a um controlo antidoping no lugar de um dos seus atletas, de fornecer uma amostra de urina e assinar os papéis em nome do atleta, até ser descoberto após a comparação das fotos de identidade.

"Assinalamos a decisão do Comité Olímpico do Quénia em mandar para casa o seu treinador de atletismo na sequência de uma violação das regras antidoping e agradecemos a sua ação rápida", disse um porta-voz do COI.

O mesmo elemento revelou que "o COI criou imediatamente uma comissão disciplinar para analisar a questão relativamente ao treinador e atleta em causa".

A identidade do atleta ainda não foi revelada, nem se sabe se vai ser igualmente excluído dos Jogos.

John Anzrah é o segundo elemento do Quénia a ser enviado para casa após o início dos Jogos Olímpicos, depois de Michael Rotich.

O responsável de todo o atletismo queniano foi acusado de ter pedido dinheiro a jornalistas, que se fizeram passar por agentes de atletas, em contrapartida de informações sobre os controlos antidoping que iriam ser feitos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.