Brasil insiste que "é seguro" viajar para o país durante o evento

Em causa a propagação do vírus zika

• Foto: Getty Images

O Governo brasileiro reiterou esta quarta-feira que "é seguro" viajar para o Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos, em agosto, um dia depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendar às grávidas que evitem as regiões afetadas pelo zika.

"Estamos bastante certos de que as Olimpíadas decorrerão com muita segurança para as pessoas que venham ao Brasil", disse o ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Castro, em conferência de imprensa.

Marcelo Castro mostrou estatísticas sobre o dengue, doença que tal como o zika se propaga pela picada do mosquito Aedes Aegypti, e assinalou que a proliferação do inseto "começa a declinar" em maio e chega a níveis mínimos em junho e agosto.

"O evento vai ocorrer em agosto e setembro. Somando as ações que estamos a fazer, estamos seguros", reforçou.

O Brasil é um dos países mais afetados pelo zika e aquele em que se registaram mais casos de microcefalia associados ao vírus.

Segundo o Ministério da Saúde, há 745 casos de microcefalia relacionados com o zika no país, enquanto se investiga se a malformação afeta outros 4.231 bebés com sintomas parecidos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio'2016

Notícias

Notícias Mais Vistas