Christophe Dubi: «Podem ter certeza de que os Jogos estarão seguros»

COI garante que plano brasileiro é "robusto"

Christophe Dubi, diretor do Comité Olímpico Internacional
• Foto: Reuters

O diretor do Comité Olímpico Internacional (COI) Christophe Dubi manifestou no sábado confiança no plano de segurança "robusto" das autoridades brasileiras para os jogos do Rio de Janeiro, que arrancam a 5 de agosto.

Christophe Dubi disse ter certeza de que haverá segurança durante os jogos olímpicos deste ano, numa conversa com jornalistas no Rio de Janeiro, depois de na quinta-feira as autoridades brasileiras terem detido dez pessoas suspeitas de estarem a preparar atentados para os dias da competição.

O dirigente do COI, citado pela Agência Brasil, revelou que as autoridades brasileiras apresentaram há dois meses um plano de segurança "robusto" a entidades de diversos países e ao COI, incluindo especialistas e membros de comités organizadores de edições passadas dos jogos olímpicos.

Todos "demonstraram muita confiança" naquilo que lhes foi apresentado, afirmou.

"Tivemos toda a informação sobre o nível de preparação da segurança. Também fomos postos a par dos recursos de inteligência e o que vimos após esse briefing foi confiança de todos esses participantes", reforçou.

"A colaboração de diversos países estrangeiros, que têm peritos no assunto, é muito importante", afirmou ainda, acrescentando: "Podem ter certeza de que os Jogos estarão seguros".

A Procuradoria brasileira anunciou na quinta-feira a detenção de dez pessoas por suposta ligação ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e que alegadamente estariam a preparar ataques durante os jogos do Rio de Janeiro.

Existem ainda outros dois suspeitos de terrorismo foragidos, segundo a Justiça Brasileia.

Através da quebra de sigilo telefónico e de dados, "constatou-se a tentativa de organização do grupo para promoção de atos terroristas durante os Jogos Olímpicos Rio'2016", confirmou a Procuradoria.

A mesma fonte informou que alguns deles fizeram o juramento de fidelidade exigido pelo EI para o acolhimento de novos membros.

Apesar das intenções de ataques, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, classificou o grupo de "amador".

Na quarta-feira, a especialista norte-americana em contra-terrorismo Rita Katz avisou que extremistas islâmicos publicaram no serviço de troca de mensagens Telegram recomendações de 17 técnicas para atentados terroristas durante os jogos olímpicos.

As técnicas citadas passam por atentados a "aeroportos e meios de transporte públicos, esfaqueamento, envenenamento, sequestro de reféns e falsas ameaças".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio'2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.