Fernando Rocha nomeado para apitar Torneio Pré-Olímpico de basquetebol

Juiz português "honrado e motivado"

• Foto: Manuel Azevedo

Fernando Rocha é o único árbitro português nomeado para o Torneio Pré-Olímpico de basquetebol, que decorrerá entre 4 e 11 de julho nas cidades de Belgrado, Manila e Turim. "Vou dirigir jogos no Grupo A, sediado em Belgrado. Sinto-me honrado e motivado por integrar mais uma grande competição mundial de basquetebol, onde se irão apurar mais três seleções para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", disse hoje à agência Lusa o juiz português.

Fernando Rocha lembrou que só lhe falta marcar presença numa edição dos Jogos Olímpicos: "mas já sei que ainda não será no Rio de Janeiro, para onde foram nomeados 11 árbitros europeus", adiantou o árbitro português, que partirá para Belgrado, capital da Sérvia, no dia 1 de julho.

O juiz foi escalado para o Grupo A, que inclui as seleções da Sérvia, Porto Rico e Angola. "Ainda não sei quais os jogos que irei apitar, mas certamente que, entre os oito árbitros nomeados para a série de Belgrado, tenho fortes hipóteses de dirigir um encontro da seleção angolana", adiantou.

O melhor árbitro luso da atualidade tem um currículo bastante 'preenchido'. Já esteve presente nas fases finais dos Mundiais de 2010 (Turquia) e de 2014 (Espanha), além de ter arbitrado nas fases finais de quatro edições do Eurobasket: Polónia2009, Lituânia2011, Eslovénia2013 e França'2015.

Também foi nomeado pela Federação Internacional (FIBA) para dirigir jogos de competições europeias de clubes em duas 'final four' da Euroliga (Berlim2009 e Milão2014), além de quatro 'final four' da Eurocup e uma da Eurochallenge.

"A minha primeira internacionalização ocorreu em 1995, em Bruxelas. Já tenho 21 anos de carreira internacional e 46 anos de idade. Pelos regulamentos da FIBA, só posso apitar até aos 50 anos, a idade limite fixada para dirigir jogos internacionais", lembrou o árbitro portuense, que começou a apitar em Portugal com apenas 16 anos.

Fernando Rocha gostava de terminar a carreira com a presença nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. "Em 2020 já terei 50 anos e seria uma forma bonita de terminar a minha carreira internacional ", frisou o melhor árbitro português.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio'2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.