Record

Hope Solo reage com 'tristeza' a suspensão

Guarda-redes foi castigada por comentários antidesportivos

• Foto: EPA
Hope Solo diz-se "triste" com a suspensão de seis meses imposta pela Federeção de Futebol dos Estados Unidos e recorda que dedicou 17 anos da sua vida à seleção norte-americana. Hope Solo foi castigada por ter chamado "cobardes" às jogadoras da Suécia, no final dos quartos de final dos Jogos Olímpicos.

"Durante 17 anos dediquei a minha vida à seleção nacional feminina dos EUA e trabalhei da única maneira que sabia, com paixão, determinação, num compromisso constante para ser a melhor guarda-redes do mundo, não apenas pelo meu país, mas para melhorar o nível para a próxima geração de atletas do sexo feminino. E com muito mais a dar, estou triste com a decisão da Federação", refere em comunicado Hope Solo.

A guarda-redes norte-americana diz que não pode dissociar a jogadora da pessoa que é, mesmo que por vezes as escolhas "não fossem as melhores e as mais certas".

"Quis sempre o melhor para a equipa, para as jogadoras e para o futebol feminino, e vou continuar perseguindo esses objetivos com a mesma paixão que sempre tive", diz.


Uma foto publicada por Hope Solo (@hopesolo) a

Por Marta Correia Azevedo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

M