Sergiu Oleinic: «Agora é preparar o novo ciclo»

Atleta foi eliminado na terceira ronda da categoria -66kg

O judoca português Sergiu Oleinic foi eliminado, este domingo, pelo dominicano Wander Mateo, vice-campeão pan-americano, na terceira ronda da categoria -66kg, no torneio olímpico de judo.

"Comecei bem, estava a sentir-me bem desde o início, a preparação foi boa. Tinha uma nação a puxar por mim e isso faz mover montanhas, mas desta vez não consegui. Desde já quero pedir desculpa a todos os portugueses que estavam a apoiar-me e que acreditavam em mim. Agora é trabalhar nos próximos quatro anos para sair daqui vitorioso", justificou o atleta após a derrota.

"[Faltou um segundo] para fazer yuko na imobilização. Eu estava a contar que ia dar a volta ao meu adversário no chão, que é o meu ponto mais forte, mas acabou por ser surpresa, pois conseguiu sair nas duas vezes que estava a dominar no chão, na imobilização e quando tentei fazer a chave de braço, mas conseguiu escapar", realçou, falando de um dos seus principais objetivos para as próximas competições.

"Neste momento não tenho nenhuma medalha que faça as pessoas lembrarem-se de mim. Não tenho nenhuma medalha em Europeus, Mundiais ou nos Jogos. Gostaria de acabar a carreira com uma medalha destas. Agora é trabalhar, já em abril vai haver o campeonato da Europa. Agora é preparar o novo ciclo", referiu. 

Sergiu Oleinic confia nos atletas portugueses e frisou que qualquer um pode vencer as provas que se seguem. 

"A equipa está bem preparada, tanto eu como a Joana, como os meus colegas. Acho que amanhã qualquer um deles é capaz de ganhar. Muitas vezes vê-se comentários no Facebook, onde as pessoas fazem apostas e há muito poucos que acreditam que podemos ganhar. Se não somos nós a acreditar nos nossos, quem vai acreditar? São os outros? Qualquer um deles, quer o Célio, o Jorge, a Telma, o Nuno Saraiva, pode chegar cá e ir longe. Vimos hoje, em especial no meu peso, adversários meus que não eram tão cotados, mas estão na final. Amanhã estou cá para ajudar os meus colegas", afirmou, dizendo que não vai embora do Rio tão cedo...

"Até ao final da modalidade de judo, estou cá todos os dias desde manhã, para ajudar no aquecimento e apoiar os meus colegas. Toda a gente tem treinado bem, há um bom ambiente, sem lesões que é o mais importante", concluiu. 

Por Lídia Paralta Gomes. Rio de Janeiro. Brasil
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.