Record

Juíza proíbe Ryan Lochte e James Feigen de sair do país

Versões contraditórias dos norte-americanos em relação ao assalto

Ryan Lochte, nadador norte-americano
• Foto: Reuters
Uma juíza brasileira proibiu esta quarta-feira a saída do país dos nadadores norte-americanos Ryan Lochte e James Feigen, no âmbito da investigação ao assalto que dizem ter sofrido na madrugada de domingo.

A decisão da juíza Keyla Blanc deve-se ao facto de existirem versões contraditórias dos atletas em relação ao assalto.

De acordo com o jornal 'O Globo', o nadador Ryan Lochte terá dito que ele e outros três companheiros de equipa tinham sido assaltados à mão armada, depois de saírem de uma festa no bairro da Gávea.

Um depoimento que entra em contradição com as imagens de vídeo vigilância na Aldeia Olímpica, nas quais os nadadores aparecem tranquilos e com os seus bens pessoais, depois de passarem pelos detetores de metais.

A imprensa brasileira diz ainda que Lochte já terá deixado o Brasil, mas que Feigen permanecerá no país, embora não esteja já na aldeia olímpica.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas

M