Paulo Jorge Pereira: «Agora é que tem de se jogar mal»

Selecionador português analisou a derrota frente ao Brasil, em jogo de preparação para Tóquio'2020

Paulo Jorge Pereira, Selecionador português
Paulo Jorge Pereira, Selecionador português • Foto: José Gageiro / Movephoto

A seleção Nacional de andebol perdeu por 28-34 no particular frente ao Brasil, em jogo de preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020. A equipa das quinas dá assim por finalizada o estágio de uma semana na Nazaré, seguindo agora para Melgaço. Em declarações no final da partida, o selecionador Paulo Jorge Pereira, assumiu que a intensidade dos treinos da semana refletiram-se no resultado final.

"Este jogo era mais ou menos esperado, sabíamos que não íamos fazer um grande jogo. Mas ainda bem que assim é: agora é que tem de se jogar mal, mais para a frente esperemos jogar bem, que é o que está previsto. Como tinha dito, os fatores físicos eram o mais importante e vão continuar a ser durante mais algum tempo. Houve aqui algumas questões que conheço há algum tempo e que dentro de algum tempo estarão resolvidas. Este estágio correu lindamente: os atletas aplicaram-se a fundo e pagámos hoje isso. Houve alguns momentos em que não conseguimos raciocinar bem. Notou-se que houve uma série de falhas técnicas que normalmente não cometemos e hoje, fruto de alguma fadiga acumulada, acaba por ser normal [acontecerem], tal como algumas finalizações que falhámos. Não costuma haver tão baixa eficácia, sobretudo [como houve] na primeira parte. Foram sete treinos em cinco dias e esta resposta deles acaba por ser mais ou menos entendível. Gostaria de ter ganho, mas não foi possível", analisou o técnico português.

Daymaro Salina marcou 4 golos no encontro e foi o melhor português em campo. O jogador analisou a derrota frente aos canarinhos e realçou o pouco tempo de trabalho do conjunto luso.

 "Não correu como queríamos, mas também estamos a trabalhar juntos há muito pouco tempo. Mas agora sabemos o que temos de melhorar na próxima semana. Isto é preparação, é melhor que aconteça agora do que no futuro. Vamos trabalhar para na [próxima] semana estarmos melhor, na seguinte ainda melhor e chegarmos bem aos Jogos Olímpicos.Já estamos há algum tempo a ser um bocadinho 'atrevidinhos' e a fazer bons resultados com esta seleção", afirmou o Pivô destacando ambição num bom resultado nos Jogos." Temos muito pouco a perder e muito a ganhar. Estou confiante de que vamos fazer uma boa prestação aos Jogos, com bons resultados e, se calhar, vamos surpreender quem pensa que não somos tão bons. O mais difícil era estar lá. Agora que estamos lá vamos fazer de tudo para chegar a uma medalha."

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Andebol

Notícias