Unidade de Integridade do Atletismo investiga fraude na obtenção de mínimos

Investigação pode afetar 31 atletas e cinco equipas de estafeta

• Foto: Action Images

A Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) investiga 17 casos de possível fraude na obtenção de mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020, que podem afetar 31 atletas e cinco equipas de estafeta, informou esta quinta-feira o organismo.

"Em resultado das investigações, oito mínimos olímpicos não foram reconhecidos pela World Athletics e os seus detentores não 'receberam' acesso aos Jogos", adiantou a AIU, em comunicado, agradecendo a todos os que relataram situações suspeitas.

Os casos sob investigação envolvem fotografias de chegadas à meta não confiáveis, medição incorreta de distâncias, uso ilegal de 'lebres' para marcar o ritmo, infrações nos lançamentos e cronometragem incorreta, entre outras.

Os Jogos Olímpicos Tóquio'2020 vão ser disputados entre sexta-feira e 8 de agosto, após o adiamento em um ano devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.