Nelson Évora entre os sete atletas apurados por ranking

Português ocupa o 28.º lugar do triplo salto

• Foto: Direitos Reservados
O saltador Nelson Évora, único campeão olímpico português em atividade, é um dos sete atletas lusos que asseguraram vagas para os Jogos Tóquio'2020 através dos rankings de qualificação, confirmou esta sexta-feira o Comité Olímpico de Portugal (COP).

Aos 37 anos, Nelson Évora, campeão no triplo salto em Pequim'2008, vai estar pela quarta vez em Jogos Olímpicos, depois também do sexto lugar no Rio'2016 e do 40.º em Atenas'2004, tendo falhado Londres'2012 por lesão.

Além de Évora, que ocupa o 28.º lugar do ranking, no triplo salto vai estar também o estreante Tiago Pereira, de 27 anos, que assegurou a penúltima vaga, com o 31.º posto da hierarquia.

A também estreante Salomé Afonso, com as marcas alcançadas recentemente no 'meeting' de Castellón e nos Campeonatos de Portugal, arrebatou uma vaga nos 1.500 metros, com o 44.º lugar, entre 45 apuradas, numa lista que inclui ainda Marta Pen, 36.ª na distância no Rio'2016, o mesmo lugar que ocupa na qualificação.

Também graças aos resultados recentes na Maia e em Espanha, o velocista Carlos Nascimento, de 26 anos, assegurou um lugar à partida para os 100 metros, com o 56.º e último posto na qualificação, naquela que será também a sua primeira experiência olímpica.

Em estreia vai estar igualmente Ricardo dos Santos, nos 400 metros, depois de ter sido repescado, com a 48.ª e última vaga na distância.

Irina Rodrigues, que falhou a competição do lançamento do disco no Rio'216 devido a lesão, qualificou-se para Tóquio'2020, ao ocupar o 27.º lugar do ranking, entre as 32 apuradas.

Lorene Bazolo, que na passada terça-feira conquistou a qualificação direta nos 100 metros, garantiu também uma vaga nos 200 metros, com o 53.º entre os 56 postos que dão acesso à competição em Tóquio'2020.

Nelson Évora, Tiago Pereira, Salomé Afonso, Marta Pen, Carlos Nascimento, Irina Rodrigues e Ricardo dos Santos aumentam para 20 no número de representantes do atletismo nacional em Tóquio'2020, fazendo da modalidade a mais numerosa, juntando-se aos marchadores João Vieira e Ana Cabecinha, às maratonistas Carla Salomé Rocha, Sara Catarina Ribeiro e Sara Moreira, aos saltadores Pedro Pichardo, Evelise Veiga e Patrícia Mamona, aos lançadores Francisco Belo, Liliana Cá e Auriol Dongmo e às velocistas Cátia Azevedo e Lorene Bazolo.

A representação lusa nas provas de atletismo supera a de Pequim'2008 (19), mas fica abaixo das comitivas apresentadas nas duas anteriores edições dos Jogos, nos quais estiveram 24 no Rio'2016 e 25 em Londres'2012.

João Vieira abdicou da presença nos 20 quilómetros de marcha, prova na qual poderia participar e está marcada para 5 de agosto, véspera dos 50 quilómetros, enquanto Evelise Veiga ficou à porta da qualificação para o salto em comprimento, depois de ter feito mínimos em Castellón, mas com vento irregular.

Evelise Veiga, que tem mínimos no triplo, terminou no 33.º lugar do ranking, falhando por um lugar a presença na competição, sendo ultrapassada por duas atletas pela regra da universalidade.

Igualmente perto, e à espera de duas possíveis desistências, ficou Vera Barbosa, após ter terminado a qualificação no 43.º posto nos 400 metros barreiras, e ficaram Jessica Inchude, 35.ª no lançamento do peso, a três lugares do apuramento.

Os Jogos Olímpicos Tóquio'2020 vão ser disputados entre 23 de julho e 8 de agosto, estando as competições de atletismo agendadas entre 30 de julho e 8 de agosto.

A Missão de Portugal a Tóquio'2020 passa a contar com 92 atletas apurados, em 17 modalidades, o mesmo número que teve no Rio'2016.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Tóquio 2020

Notícias