Pai de Djokovic aconselhou-o a não ir aos Jogos mas tenista enviou-lhe esta mensagem

Número 1 mundial acabou por não conquistar qualquer medalha em Tóquio

• Foto: Reuters

A derrota de Novak Djokovic na luta pela medalha de bronze, diante do espanhol Pablo Carreño Busta, gerou um rol de críticas. O número um do mundo, que ambicionava o 'Golden Slam', acabou por sair de Tóquio sem medalhas, tendo abdicado depois do torneio de pares mistos, onde podia ter conquistado uma medalha, ao lado da compatriota Nina Stojanovic. O jogador disse que estava "exausto" e o pai confirmou agora isso mesmo.

De facto, Srdjan Djokovic contou no podcast 'Business Stories' que aconselhou 'Djoko' a não ir a Tóquio, mas que o jogador insistiu em representar o seu país. O pai do número um mundial leu a mensagem que lhe enviou a propósito deste assunto. "Se a minha opinião significa algo para ti, penso que não devias ir a Tóquio. É um longo caminho, não haverá espectadores e terias de fazer quarentena novamente. Devias dizer que não a uns Jogos Olímpicos sem espectadores. O pai ama-te."

Depois, Srdjan  revelou a resposta que o tenista lhe enviou: "Claro que a tua opinião significa muito para mim. Queria ter três ou quatro dias para sentir como está o meu corpo. Recupero sempre rápido, por isso não deverá ser grande problema. O patriotismo é muito forte na minha cabeça e no meu coração, papá. Já me conheces, quando se trata da Sérvia, choro e depois dou a volta."

Alguns especialistas consideram que Djokovic devia imitar Rafael Nadal e Roger Federer, que decidiram descansar de forma a preparar da melhor maneira a participação nos torneios na América do Norte, tendo o US Open como objetivo final.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias