Nuno Saraiva perde ao terceiro combate no Grande Prémio de Budapeste

Venceu dois combates e perdeu ao terceiro por ippon

• Foto: David Martins
PUB

O judoca Nuno Saraiva (-73 kg) foi este sábado o melhor português no segundo dia do Grande Prémio de Budapeste, ao vencer dois combates, perdendo ao terceiro, com o mongol Obbayan Ganbaatar, por ippon.

O olímpico português tinha vencido o holandês Kenneth Henneveld e o jordano Salman Eyal Younis, ambos por ippon, antes de perder com o vencedor do Grand Slam de Baku de 2017.

Na mesma categoria, Jorge Fernandes estreou-se com cubano Magdiel Estrada, a quem venceu por ippon, mas cedeu de seguida por waza-ari frente ao polaco Wiktor Mrowczynski (medalha de prata no Open de Madrid 2018).

Nos -81 kg, Anri Egutidze, que este ano obteve vários pódios para Portugal, em Agadir, Tblisi ou Zagreb, e era um dos favoritos, caiu no combate de estreia, frente ao italiano Christian Parlati.

Na sexta-feira, em Budapeste, Portugal também não tinha tido um bom dia, com várias eliminações, entre as quais a de Telma Monteiro, com a medalha de bronze olímpica dos -57 kg, a perder logo com a austríaca Sabrina Filzmoser.

A participação lusa na capital húngara encerra no domingo, com a entrada em competição das categorias mais pesadas, com Yahima Ramirez (-78 kg), João Martinho (-90 kg) e Jorge Fonseca (-100 kg).

Por Lusa
Deixe o seu comentário
PUB