Record

Federação Internacional de Judo suspende competições em Abu Dhabi e Tunes

Em nome da promoção da paz e igualdade entre nações, raças e géneros

• Foto: Twitter Int. Judo Federation
A Federação Internacional de Judo (IJF) anunciou que irá suspender o Grand Slam de Abu Dhabi e o Grande Prémio de Tunis, em nome da promoção da paz e igualdade entre nações, raças e géneros.

"Com base nas experiências de anos anteriores e na tentativa de assumir uma postura firme e construtiva na luta contra a discriminação no desporto, a Federação Internacional de Judo irá suspender dois dos seus eventos, o Grand Slam de Abu Dhabi e o Grande Prémio de Tunes", anunciou a IJF.

De resto, os Estatutos da IJF refletem essa abordagem no artigo 1.2, no qual se pode ler que a IJF "não deve discriminar com base na raça, religião, género ou opinião política".

A IJF fundamenta, também, a sua decisão com a defesa dos princípios morais e valores do judo, do olimpismo e do desporto em geral e alega que analisou cuidadosamente situações passadas que negaram o direito à participação em igualdade de condições a todas as federações filiadas na organização, com as suas insígnias e hinos nacionais nos eventos acima mencionados.

"A IJF solicitou oficialmente aos dois organizadores que fornecessem uma carta de garantia assinada pelos respetivos Governos de que todas as nações membros da IJF teriam o direito de participar naqueles eventos em igualdade de condições. Como nenhuma resposta positiva foi recebida até agora, embora tenha passado o prazo, o Comité Executivo da IJF decidiu suspender tanto o 'Grand Slam' de Abu Dhabi quanto o Grande Prémio de Tunes até que haja uma garantia governamental de participação livre e igualitária de todas as nações nesses eventos", revelou o organismo que tutela o judo a nível internacional.

A IJF assume estar ciente de que a situação e os incidentes registados se devem a "um contexto político e histórico complexo e complicado", mas diz acreditar firmemente que a política "não deve interferir no desporto" e que este deve ser "um reflexo do respeito, compreensão e cooperação mútuas, capaz de superar qualquer outro conflito ou interesse".

Finalmente, a IJF lamenta o inconveniente causado a qualquer um dos seus membros, atletas e treinadores, parceiros e meios de comunicação e espera poder restaurar a normalidade da situação o mais cedo possível, garantindo o melhor resultado possível dadas as circunstâncias.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Judo

Os cegos também lutam

Realização inédita de um Mundial IBSA foi ontem apresentada no Pavilhão Multiusos de Odivelas
Notícias

Notícias Mais Vistas

M