Mundial: Gonçalo Mansinho chega ao terceiro combate e termina em nono

Joana Diogo e Maria Siderot foram as outras judocas portuguesas em competição

• Foto: Federação Portuguesa de Judo

O judoca Gonçalo Mansinho conseguiu esta segunda-feira o melhor resultado na estreia de Portugal no Mundial de Budapeste, ao terminar em nono lugar, após cair ao terceiro combate no arranque da competição.

Neste primeiro dia, dedicado às categorias mais leves, Portugal teve nos tatamis Mansinho (-60 kg), mas também Joana Diogo (-48 kg), eliminada ao segundo duelo, e Maria Siderot (-48 kg), com derrota no primeiro combate.

Gonçalo Mansinho, de 24 anos, seria sempre um outsider, em virtude da sua posição no ranking mundial, com um modesto 194.º posto, mas o judoca luso foi feliz no sorteio e bateu os oponentes iniciais.

Primeiro bateu por waza-ari Isaac Croes, de Aruba, 222.º do mundo, depois novamente por waza-ari o checo David Pulkrabek (119.º), já no ponto de ouro (prolongamento, 5.51 minutos), excedidos os quatro minutos regulamentares.

Ao terceiro combate, a tarefa adivinha-se 'hercúlea' e Gonçalo Mansinho não resistiu mais do que 30 segundos diante do azeri Orkhan Safarov (sexto do mundo e medalha de bronze nos Mundiais de 2013), que projetou o português para ippon.

Em femininos, com as duas judocas lusas a combaterem nos -48 kg, Joana Diogo (33.ª) venceu a camaronesa Philomene Bata (42.ª), por ippon, mas perdeu com a israelita Noa Minsker (10.ª), por waza-ari, e Maria Siderot (25.ª) tombou frente à russa Irina Dolgova (14.ª), por waza-ari.

Portugal está na capital húngara com 15 judocas e na terça-feira entram em prova Joana Ramos e Leandra Freitas, nos -52 kg, e Sergiu Oleinic e João Crisóstomo, nos -66 kg.

Joana Ramos, 24.ª no ranking mundial, é um dos nomes mais experientes do judo português, com duas medalhas em Europeus (prata e bronze), e, a par de Telma Monteiro, sempre com objetivos ambiciosos.

Telma, que não será cabeça de série, é 35.ª face à paragem competitiva que teve, devido a lesão, apenas entrará em combate na quarta-feira, defrontando no duelo inaugural a holandesa Margriet Bergstra (21.ª). Se vencer, encontrará de seguida a campeã olímpica dos -57 kg, a brasileira Rafaela Silva (quarta no ranking mundial).

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0