Telma Monteiro: «Estes Jogos Olímpicos seriam sempre os últimos da minha carreira»

Judoca participou pela primeira vez na prova em 2004

• Foto: Vítor Chi

Telma Monteiro ficou contente com o adiamento dos Jogos Olímpicos. A judoca portuguesa que conquista a medalha de bronze no Rio de Janeiro, em 2016, validou a decisão do Comité Olímpico Internacional.

"Para mim, foi a melhor opção. Era algo que já era esperado e, sinceramente, também desejado pelos atletas. Não só porque a preparação não estava a ser a ideal, mas em termos de apuramento olímpico não estaria a ser justo para os atletas que ainda precisam de se qualificar. Mas acima de tudo porque agora é um momento em que temos de pensar em combater o vírus e fazer a nossa parte da melhor forma para que esta situação acabe. Era impossível estarmos focados nos Jogos Olímpicos com esta situação a decorrer. Foi a melhor opção", reiterou em declarações ao site dos encarnados esta quinta-feira. A atleta, de 34 anos, explicou que com adiamento ou não, os Jogos Olímpicos de Tóquio seriam sempre a sua última participação na prova.

"Independentemente de ter havido uma alteração, tendo em conta o meu percurso e os meus objetivos, estes Jogos seriam sempre os últimos da minha carreira. Mas ainda há muitos desafios para cumprir sem ser os Jogos Olímpicos. Estou tranquila e continuo motivada", vincou a benfiquista Telma Monteiro, que participou pela primeira vez no maior evento desportivo mundial em 2004.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0