Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Telma Monteiro quer chegar ao pódio nos Mundiais

Judoca pretende conquistar mais uma medalha

A judoca portuguesa Telma Monteiro assumiu esta segunda-feira a expectativa de conquistar uma medalha nos Mundiais de Baku, no Azerbaijão, após ter subido cinco vezes ao pódio na competição.

"Já tenho muitas medalhas no campeonato do mundo e, portanto, tenho sempre a perspetiva de chegar ao pódio, mais uma vez", afirmou Telma Monteiro, que falava aos jornalistas no final da apresentação da seleção portuguesa que participa nos Mundiais de Judo, que vão ser disputados entre 20 e 27 de setembro.

Apesar de assumir a vontade de conquistar uma medalha, a judoca, que em 2017 falhou o bronze (terminou em quinto), admitiu que tem "consciência da dificuldade" de chegar ao pódio, por haver dez a 15 atletas com capacidade para tal.

"Está muito competitivo e há quatro medalhas. Tenho consciência que é difícil", referiu, frisando que, apesar da dificuldade, se sente preparada física e mentalmente para os Mundiais.

O facto de não ser cabeça de série não afeta a judoca, que recordou que a última vez em que não foi cabeça de série foi vice-campeã do mundo.

"Eu não compito tanto como antes, também por gestão de carreira e de forma. Houve dois Grand Prix em que não pontuei e não fiquei nos cabeças de série, mas não me assusta nada. Sei que mesmo sendo número um do mundo alguém me pode ganhar e não sendo número um do mundo sei que posso ganhar a todas as pessoas. Não me assusta nada não ser favorita, porque na minha cabeça eu sou", frisou.

Em declarações aos jornalistas, Telma Monteiro recordou que os últimos Grand Prix "não correram da melhor forma", assumindo a surpresa por ter sido "eliminada por castigos".

"Não é normal perder combates por penalizações, mas o judo está sempre com algumas alterações que fazem sempre a diferença. E, de todas as atletas com quem eu luto, deve haver duas ou três que me querem projetar. As outras sabem que é difícil e, portanto, usam um estilo de luta muito mais tático e sempre à espera que eu erre", explicou.

Apesar das penalizações nos Grand Prix, Telma Monteiro pretende usar a seu favor essas diferenças na abordagem ao combate por parte das suas adversárias.

"Foi bom ter competido para perceber isso, que as minhas adversárias estão numa fase muito mais tática comigo, que não me vão tentar projetar mas esperar pelo meu erro. Isso acaba por ser bom para mim porque, percebendo isso e conseguindo ter uma boa estratégia, também estou mais preparada para vencer, porque só depende de mim", frisou.

Baku vai acolher os Mundiais de judo de 20 a 27 de setembro, recebendo mais de 800 atletas, em representação de 132 países.

Portugal leva um total de 16 judocas (nove masculinos e sete femininos).
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M