Record

Strikeforce Nashville: MMA na terra da música country

TRÊS COMBATES DE LUXO EM PERSPECTIVA

Quando um evento se vê privado da participação de Fedor Emelianenko poder-se-ia pensar que os motivos de interesse não abundassem, todavia o Strikeforce: Nashville apresenta três combates que em teoria podem fazer as delícias dos fãs mais exigentes. É que estarão em jogo nada menos que três títulos, todos defendidos contra oponentes muito perigosos.

Estava inicialmente previsto que Fedor Emelianenko fizesse parte da lista de lutadores em acção, enfrentando o brasileiro Fabrício Werdum, todavia questões contratuais impediram a participação do russo. Fedor só deverá agora enfrentar Werdum no Verão, tendo também sido já agendado um combate pelo título de pesos pesados entre o campeão Alistair Overeem e Brett Rogers.

Na luta principal do evento teremos Jake Shields a defender o seu título de pesos médios contra o veterano Dan Henderson. Shields vem de uma série de 13 vitórias seguidas, durante a qual ganhou o cinto de campeão da Elite XC (entretanto extinta) e o da Strikeforce, que agora irá pôr em jogo. Do outro lado temos Henderson, um verdadeiro duro que já mediu forças com os irmãos Nogueira, Wanderlei Silva, Quinton "Rampage" Jackson e Anderson Silva, só para referir alguns nomes. Depois de vencer Michael Bisping no UFC 100, combate pelo qual ganhou o prémio de melhor KO de 2009, "Hendo" deixou a UFC e assinou pela Strikeforce. Perante o seu palmarés não admira que o combate de estreia nesta organização seja pelo título, e Shields pode muito bem estar a pensar que o seu estatuto de número 1 está gravemente ameaçado.

Passando para os meio-pesados, o arménio Gegard Mousasi irá enfrentar o norte-americano Muhammed "King Mo" Lawal. Mousasi tem vindo a lutar um pouco por todo o mundo, alcançando grande sucesso. Tem vitórias nos seus últimos 15 combates, sendo que só duas delas foram por decisão. Conquistou o título de meios-pesados da Strikeforce em 2009, contra o brasileiro Renato "Babalú" Sobral, e defende-o agora pela primeira vez contra Lawal. Este último, cuja alcunha é "King Mo", conta apenas com 6 combates em MMA, porém ostenta um palmarés muito interessante a nível do wrestling amador. Também a forma como trucidou os adversários nestes 6 combates em MMA, como aliás a fotografia acima deixa bem evidente, sugere que Mousasi não terá tarefa nada fácil contra Lawal.

No terceiro grande duelo da noite teremos o norte-americano Gilbert Melendez contra o japonês Shinya Aoki. Melendez é o campeão de pesos leves da Strikeforce, título conquistado contra Clay Guida, perdido contra Josh Thomson e recuperado contra o mesmo Thomson. Apresenta um currículo de 17 vitórias e apenas 2 derrotas, com a particularidade de ter conseguido vingar ambas (a segunda foi contra Mitsuhiro Ishida). O seu oponente será o fantástico e polémico Shinya Aoki, que fará a sua estreia fora do país do sol nascente. Aoki, um verdadeiro mestre das submissões, fez carreira em várias promoções japonesas, incluindo Deep, Shooto, Pride e Dream. O seu último combate, a 31 de Dezembro de 2009, foi altamente controverso, dado que Aoki não só partiu o braço do seu adversário como logo de seguida mostrou o dedo médio a Hirota e ao próprio público no recinto. Com todos estes ingredientes, o confronto entre Melendez e Aoki promete ser fascinante.

Fiquem então atentos ao Record Online, que brevemente falaremos aqui do que aconteceu neste Strikeforce: Nashville. E não se esqueçam que o endereço mmanorecord@gmail.com continua à disposição de todos para as perguntas, sugestões e críticas que quiserem colocar. Até breve!

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de MMA

Notícias

Notícias Mais Vistas

M