Tiago Monteiro em nono após a primeira jornada do WTCR

Português desistiu na segunda corrida

• Foto: Instagram Tiago Monteiro

Tiago Monteiro (Honda) deixou Marrocos na nona posição da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), depois de este domingo ter terminado em oitavo a primeira corrida e desistido na segunda, após um toque de um adversário.

O piloto português da Honda somou ainda dois pontos na terceira qualificação de hoje no circuito citadino de Marraquexe, em que foi quarto, ficando, assim, com 20 pontos, depois de no sábado ter sido sexto classificado na primeira das três corridas disputadas no fim de semana.

Na primeira prova deste domingo, o piloto português terminou na oitava posição, a 8,496 segundos do vencedor, o italiano Gabriele Tarquini (Hyundai), campeão em título.

No entanto, a segunda corrida do dia foi aziaga para o piloto português. Apesar de se ter qualificado na quarta posição, fez um mau arranque, que o deixou à mercê do ataque dos adversários que vinham imediatamente a seguir.

Ainda na primeira volta, numa das curvas mais problemáticas do traçado marroquino, Tiago Monteiro viu-se apertado pelo argentino Esteban Guerrieri (Honda) pela esquerda e pelo francês Yann Ehrlacher (Lynk&Co). O piloto gaulês acabaria por chocar contra o muro, tocando, depois, no Honda Civic do piloto português. Os dois foram forçados a abandonar a corrida.

"Estava tudo a correr tão bem e, naquela que poderia ser a nossa melhor corrida do fim de semana, o pior acontece. São incidentes de corrida, numa pista como esta as lutas revelam-se sempre intensas, pois o mínimo deslize deita tudo a perder. Foi exatamente o que aconteceu", começou por explicar o portuense, que se mostrou "aborrecido" com o sucedido.

"Tenho de olhar para o que ficou para trás. Estivemos sempre rápidos, o carro portou-se lindamente e senti-me sempre a 100 por cento. Para mim, o mais importante foi ter regressado desta forma tão competitiva. Os 20 pontos conseguidos são muito importantes neste arranque de temporada", disse o piloto português, que ocupa a nona posição da tabela.

A vitória acabaria por sorrir ao sueco Thed Björk (Lynk&Co), mostrando que os carros chineses são os mais competitivos da temporada. "Não sabíamos como seria nos circuitos citadinos, mas o carro portou-se bem, o que me deixa perceber que vai estar bem também para uma das minhas pistas favoritas, que é a da Vila Real", disse o piloto sueco.

Björk lidera o campeonato com 61 pontos.

A próxima ronda é na Hungria, de 26 a 28 de abril e, aí, num circuito tradicional, Tiago Monteiro acredita que estará "na frente".

"Neste fim de semana conseguimos perceber que todos os pilotos estão muito rápidos e consistentes. Mas nesta pista a avaliação do adversário nunca é exata pois é um circuito citadino que condiciona muito a prestação dos nossos adversários. Na Hungria tudo se vai tornar mais claro para todos. Mas não tenho dúvidas de que estaremos na frente e na luta. Este percalço não esmorece a determinação nem tira o foco que é ganhar", concluiu o piloto português, citado pela sua assessoria de imprensa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Automobilismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.