Vítor Campos: «Época muito intensa a nível competitivo»

DIRETOR DO CAMPEONATO NACIONAL DE NAVEGAÇÃO ANTEVÊ 2015

Vítor Campos: «Época muito intensa a nível competitivo»
PUB

<em>Em contagem decrescente para o início da época 2015 do Campeonato Nacional de Navegação, Record esteve à conversa com Vítor Campos, diretor da prova, que fez um balanço extremamente positivo de 2014 ao mesmo tempo que desvendou algumas das surpresas previstas para este novo ano. </em>

<strong>RECORD - Que análise faz da época 2014? </strong>

VÍTOR CAMPOS - 2014 foi o ano de colocar no terreno a experiência acumulada nos anos anteriores, limar algumas arestas que existiam a nível dos regulamentos por forma a terminar com ambiguidades. Existiu um grande espírito de camaradagem, amizade e boa disposição entre os concorrentes, o que é sempre de destacar. A entrada da First Stop e da Bridgestone como patrocinadores oficiais permitiu aumentar o número de elementos da organização, que se traduziu numa mais-valia para que tudo corresse bem antes, durante e após as etapas. Estes patrocínios permitiram, apesar de continuar com uma estrutura 100% amadora, que a organização demonstrasse um profissionalismo e empenho a todos os títulos exemplar. Não posso deixar de referir o grande e incondicional apoio que a FPTT nos tem dado, um apoio que nem sempre é visível, mas que tem sido imprescindível e que também teve a sua cota de responsabilidade no sucesso que foi 2014. 

<strong>R - Tiago Dias e João Martins, pela equipa Trilhos do Estreito/OFM, foram os grandes vencedores em 2014. Perspetiva maior equilíbrio em 2015? </strong>

VC - Sem dúvida. Para este ano perspetivamos um aumento do número de equipas participantes, sendo certo o regresso de equipas que já se sagraram campeãs nacionais. Tenho também conhecimento de 3 ou 4 novos projetos (equipas) que me parecem muito aliciantes e com possibilidades de rapidamente estarem em bom nível. Se a isto juntarmos o lote de equipas que se mantêm da época passada, onde existe muita qualidade, como ficou já demonstrado, não tenho dúvidas em afirmar que será uma época muito intensa a nível competitivo. 

<strong>R - Pode desvendar algumas das surpresas do calendário deste ano? </strong>

VC - O calendário foi montado a pensar sobretudo da diversidade de terrenos que os participantes vão encontrar, procurando o equilíbrio a nível geográfico das 6 provas. Do ano passado mantemos duas provas (Sobral de Monte Agraço e Oleiros). Com o intuito de trazer mais participantes à modalidade e aumentar o número de equipas na classe promoção, iremos ter a inclusão do CNN nas provas de navegação de dois clubes, o Terra a Terra, de Loures, e o Naturjipe, de Fafe. As outras duas provas do calendário contam com a organização de dois ex-campeões nacionais (José Amorim e Kankura Salazar) o que só por si é sinonimo de máxima qualidade, sendo os concelhos escolhidos locais de excelência para a prática da modalidade (Ponte de Lima e Lousã). 

<strong>R - Esta é uma modalidade que tem crescido nos últimos anos. O que falta ainda fazer? </strong>

VC - Quando em 2011 pegámos neste projeto, havia uma enorme falta de credibilidade. Foi um desafio enorme pegar no CNN, que se encontrava morto há 2 anos, e recomeçar tudo. Como todos, cometemos erros, mas fomos aprendendo com eles de forma a chegarmos a 2015 num patamar de confiança e credibilidade que nos permite acalentar esperança num futuro mais risonho. Para este ano a aposta principal é na divulgação e promoção, estando para breve a apresentação do novo site. Graças aos patrocinadores oficiais, este ano podemos colmatar uma das maiores "falhas" que era apontada ao campeonato: a falta de visibilidade e divulgação. Sei que o aumento de equipas participantes poderá passar por este ponto, pois quanto maior for a visibilidade, mais fácil será angariar patrocínios que permitam a presença nas provas. Para isso contamos com um espaço próprio no "Record on-line", que nos permite a divulgação a nível nacional e internacional do campeonato e dois novos "media partners": "Portugal 4X4" e "Lusomotores". É um investimento sem precedentes na modalidade. 

<strong>R - O Campeonato Nacional 2015 tem já algum patrocinador oficial? </strong>

VC - Sim. A First Stop e a Bridgestone. Sem eles seria impossível realizar os projetos que temos para este ano, tenho noção do enorme esforço que tem sido feito por ambos e os resultados começam a ser visíveis, espero continuar a contar com eles. Tem sido um apoio completo e incondicional a todos os níveis, só posso dizer como amante da modalidade: Muito obrigado! 

Deixe o seu comentário
PUB