Record

BragAventura é campeã da camaradagem

Adolfo Sampaio junta experiência a uma paixão enorme pela modalidade

BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem
BragAventura é campeã da camaradagem

Nesta, ou noutra qualquer modalidade, um dos objetivos passa, claro, por vencer. Só que no Campeonato Nacional de Navegação há muito mais para além do 1.º lugar. Esta é, pelo menos, a visão de Adolfo Sampaio, piloto da equipa BragAventura/BF Consultores/Enjoy Learn.

“Participamos pelo convívio que a modalidade nos proporciona. Sabemos que não somos competitivos no sentido de almejar os primeiros lugares. Por outro lado, gostamos muito do espírito de grupo e camaradagem, e nesse sentido a época 2015 tem corrido muito bem”, começou por analisar Adolfo, lançando, depois, um olhar sobre o que mudou nos últimos 10 anos, altura em que decidiram apostar neste desporto.

“Estou com o Norberto Fernandes [n.d.r. navegador da equipa] desde 2007. A navegação é para nós um grande gosto, uma vez que aliamos o TT a outras experiências. Posso mesmo dizer que somos os mais velhos aqui. E recordando estes oito anos muita coisa mudou. Antes todos estavam pelo espírito e hoje já não é bem assim. Muitos querem ganhar e antes só se pensava na camaradagem”, sublinha, admitindo também que “é por isso que aqui estamos, para contrariar esta tendência. Tanto a nível do carro, como da nossa destreza, não temos condições para andar nos lugares cimeiros, mas mesmo assim adoramos estar aqui”, refere.

O jipe “roubado”

Quando comprou o primeiro jipe, em 1990, estava longe de imaginar a paixão que ali iria nascer. “Comprei-o para a minha mulher, mas quando me desafiaram para fazer TT eu lá fui, com o meu samurai. Resultado: apaixonei-me e retirei-lhe o jipe, com muita pena dela que o adorava, embora só andasse com ele na estrada”, recorda Adolfo, entre muito boa disposição própria de quem encara cada obstáculo da vida com um sorriso – desafiador, claro – no rosto. “Tenho mesmo que agradecer à minha mulher – a tal que teve de arranjar outro meio de transporte – e aos meus filhos, que apesar de não terem este hobbit, me autorizam a fazer estes escapes para fazer o que tanto gosto”, admite.

XisTTus

No calendário das provas de navegação está também uma... especial. O “XisTTus 2015” está cada vez mais perto, despertando imenso interesse entre os amantes de navegação. “Participo há muitos anos na prova de grândola, considerando-a a prova rainha de Portugal. Em alguns pontos penso que o XisTTus se assemelha. Penso que se poderá vir a assumir como uma prova importante no calendário”, disse, a finalizar.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Campeonato Nacional de Navegação

Notícias

Notícias Mais Vistas

M