Record

Segurança: uma questão chave

PREPARAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA QUE TUDO CORRA BEM

Segurança: uma questão chave
Segurança: uma questão chave

Uma das perguntas mais frequentes que é feita, quer aos organizadores, quer aos que estão inscritos para o Sahara Desert Challenge, quer ainda para aqueles que mostram desejo de enfrentar o desafio é "E isso é seguro? Não há problemas?"; E há mesmo aqueles que de imediato concluem: "Vocês são mas é doidos".

Mas não. Nem nós somos doidos, nem os responsáveis pelo Dakar Desert Challenge brincam com a segurança de pessoas e bens. Há uma preocupação constante de que tudo corra pelo melhor e que os percalços sejam isso mesmo – apenas percalços. Obviamente, inevitáveis.

Para que tudo corra na perfeição, a organização e a preparação prévia é fundamental e não é por acaso que, hoje, o Nelson e o Luis andam a percorrer os trajetos que nós iremos atravessar desde Coruche até Dakar daqui a umas semanas. Podem, pois, os candidatos mais temerosos estar tranquilos: aquilo faz-se nas calmas.

Em termos de segurança pessoal, andar pelas cidades marroquinas quase consegue ser menos preocupante que andar por uma qualquer cidade europeia. De forma geral, as pessoas são amáveis e prestáveis. Por vezes são até incomodativas, em especial os miúdos, sôfregos por uma prendinha, uma t-shirt, uma esferográfica. Ou uma moedinha... Há roubos? Há, claro, mas muito raros, até porque as punições para quem seja apanhado a roubar um turista não são meigas. Também pouco meigas são as multas aos que são apanhados em excesso de velocidade, sobretudo às entradas das localidades e até nas aproximações das portagens. A polícia está cheia de pistolas-radar e gosta imenso de usar o brinquedo. Já fora das cidades, o povo é sereno!

Na Mauritânia, a situação é muito semelhante. O país pretende atrair cada vez mais turistas e faz um esforço enorme para que quem o visite de lá venha com uma impressão favorável e com vontade de regressar. São capazes de nos escoltar por alí fora, de montar vigilância aos acampamentos, enfim, de nos proporcionar uma sensação de segurança total. Longe vão os tempos em que, sobretudo a Norte, o encontro com grupos alegadamente associados à Al Qaeda era possível. Hoje, Marrocos, Mauritânia e Senegal constituiram uma aliança militar e controlam totalmente os seus territórios.

Naturalmente que é sempre possível um incidente, um roubo, uma confusão, mas desde que se vá para estas terras com a noção clara de que há diferenças culturais, sociais, religiosas e comportamentais e desde que se respeite essas diferenças a probabilidade de que qualquer situação menos agradável ocorra é diminuta. Não é por acaso que, tal como na edição do ano passado, esta seja uma aventura familiar. Ou seja, onde as criancinhas são bem vindas!

Pois, mas e o Ébola? - perguntarão logo de imediato os mais céticos. Pois, de facto a existência do "bichinho" é preocupante. E há que ter muito cuidado com ele. Responderão os mais "aventureiros" que também há casos mesmo aqui ao lado, na capital espanhola. Pois... o que significa que, de facto, os cuidados terão de ser redobrados, tal a forma como o vírus se transmite.

Nos três países que iremos atravessar (deixemos a Espanha de fora...) não há, pelo menos publicamente, registos de casos. O próprio Ministério do Turismo e dos Transportes Aéreos senegalês no passado dia 3 emitiu uma nota dando conta disto mesmo. Vale o que vale, ainda que verdadeiramente aquilo que vale é termos cuidado. E ter cuidado implica ter uma noção de como se processa o contágio e evitar que contactos de risco ocorram.

E se houver algum caso suspeito, lá estarão o médico e a enfermeira da organização – completamente equipados para fazer face a qualquer ocorrência - e, como se isso só por si não bastasse – para eventuais emergências estarão ainda disponíveis – no Dakar o conceito é ser-se solidário - os outros oito médicos que até à data estão inscritos e nos acompanharão desde Coruche até ao fim.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Desert Challenge

Notícias

Notícias Mais Vistas

M