Cartolina amarela para Rosberg e Hamilton

Outro incidente entre ambos dá direito a suspensão

• Foto: Reuters

Os pilotos da Mercedes já sabem o que os espera caso aconteça novo incidente entre ambos até ao final do campeonato. Toto Wolff, diretor da escuderia, resistiu no imediato à definição das impopulares ‘ordens de equipa’, mas ameaçou com a suspensão.

Rosberg e Hamilton foram informados de que a Mercedes pode tomar medidas que "afetem negativamente a campanha" que estão a realizar. "Fizemos um aviso e é o último", sublinhou Wolff, em declarações aos jornalistas presentes em Silverstone.

"Não gostámos do que aconteceu na Áustria, podia ter resultado na desistência dos dois. E eles sabem que algo semelhante não pode se repetir. Chegámos a um ponto em que não queremos mais passar os nossos dias a analisar qual dos dois tem maior responsabilidade ou culpa num incidente", sublinhou o diretor da equipa que lidera o Mundial de Construtores.

A reação de Lewis Hamilton não se fez esperar. "Não há ordens de equipa, o que é muito bom para os fãs", disse o britânico antes de escolher um discurso pouco simpático para os responsáveis pela decisão. "Como sou piloto, sei o que devo e o que não devo fazer na pista. Mas para tipos que não são pilotos torna-se difícil perceber as decisões que tomamos quando estamos a guiar a 320 km/hora."

Hoje há treinos livres no circuito inglês de Silverstone e, depois dos jogos florais e das medidas anunciadas pela Mercedes, toda a gente vai perceber quem recuperou do incidente austríaco com maior eficácia.

Por Paulo Renato Soares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0