Fernando Alonso sob a ameaça de outra época de pesadelo

Problemas com o motor Honda geram grande incerteza na McLaren

• Foto: EPA

Campeão do Mundo em 2005 e 2006, Fernando Alonso prepara-se para iniciar mais uma temporada na Fórmula 1, na qual é atualmente o piloto com mais presenças em Grandes Prémios (274), depois de se ter estreado precisamente na Austrália, em 2001. Mas o espanhol, de 35 anos, poderá viver mais um pesadelo no último ano de contrato com a McLaren, depois de uma pré-temporada em que saiu tudo mal à histórica escuderia britânica.

Alonso identificou há muito tempo o motivo deste calvário. "Só temos um problema: o motor", referiu o espanhol depois dos testes de Barcelona, nos quais a McLaren, única equipa com motores Honda, acabou por ser a escuderia que cumpriu menos quilómetros com os novos monolugares.

Depois de duas temporadas de reconstrução, com mais dissabores do que alegrias, Fernando Alonso aspirava poder lutar por um título na sua 16.ª época consecutiva na categoria máxima do automobilismo.

A nova regulamentação, que tornou os carros mais difíceis de conduzir, e um motor modificado pareciam dar ao experiente espanhol de 35 anos motivos de esperança. No entanto, a nova unidade da Honda não se mostrou nem rápida nem fiável durante a pré-temporada, pelo que as expectativas para a estreia este fim de semana em Melbourne parecem ter diminuído de forma drástica.

Incerteza

"Não é nenhum segredo que não estamos felizes e também não podemos afirmar que tudo estará bem", frisou Alonso depois do desastre que foram os testes em Barcelona. No seu terceiro e, pelo menos para já, último ano de contrato com a McLaren, o duplo campeão do mundo deve interrogar-se mais do que nunca se foi uma decisão acertada regressar na fase final da sua carreira a uma escuderia de passado glorioso mas de presente frustrante.

Ainda que Alonso continue a ser considerado o piloto mais bem pago da Fórmula 1, os milhões do seu salário apenas conseguem compensar a dor e o sofrimento que viveu nas últimas duas temporadas.

Passada mais de uma década desde os seus dois títulos mundiais, o espanhol acumula quase quatro anos sem triunfos - a última das suas 32 vitórias em Grandes Prémios foi a 12 de maio de 2013. E nas passadas duas épocas, os melhores resultados que Alonso conseguiu foram três quintos lugares.

Apesar deste presente, o piloto da McLaren não se deixou tentar pela possibilidade de se mudar para a Mercedes, quando a escuderia campeã do mundo teve de ir ao mercado para encontrar um novo piloto depois da surpreendente retirada de Nico Rosberg.

"Estou muito feliz aqui e não há nenhuma razão para falar sobre qualquer possibilidade", assegurou, então, Alonso. Porém, aquelas declarações foram produzidas muito antes da série de problemas técnicos que abundaram nos testes de pré-temporada em Barcelona.

Cerca de 20 km/h mais lentos

Fugas de óleo, problemas eléctricos e outro tipo de falhas perseguiram tanto Alonso como o seu novo companheiro de equipa, o belga Stoffel Vandoorne. De tal forma que os dois pilotos da McLaren apenas puderam percorrer um total de 1.978 quilómetros em oito dias de testes. Nenhuma equipa testou menos. Em comparação, a Mercedes, dominadora da categoria nos últimos três anos, completou um total de 5.101 quilómetros.

Além disso, o motor Honda parece ter menos cavalos de potência do que os seus rivais, o que motivou que os novos monolugares laranjas sejam cerca de 20 km/h mais lentos. "Não esperava ter tantos problemas. Tudo o que nos aconteceu nos testes nunca nos tinha acontecido", admitiu o responsável máximo dos motores da Honda, Yusuke Hasegawa.

Para Alonso, o atraso da marca nipónica é difícil de suportar. "Temos medo deles. Sabe-se que a McLaren resolve os assuntos com rapidez e é o que precisamos neste momento", chegou a dizer o espanhol.

A sua frustração em Melbourne não é novidade. O ano passado não pode competir depois de ter sofrido uma comoção cerebral nos testes de pré-temporada. Agora, parece que irá viver o pesadelo em pista.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.